Ar condicionado central: como climatizar seu ambienteSe a sua residência é grande e você deseja climatizar toda ela de forma eficiente, sem ter que instalar várias condensadoras (unidades externas), o ideal é montar uma central de ar, onde você poderá ter apenas uma condensadora e várias evaporadoras (unidades internas) ligadas a ela.

Enquanto para climatização de grandes ambientes como shoppings, cinemas, prédios, edifícios, entre outros seriam necessárias grandes máquinas, como o chiller, por exemplo, em residências ou ambientes menores, é possível a utilização de outros aparelhos. Nesse texto vamos apresentar:

Tipos de aparelhos e possibilidades para climatizar seu ambiente
Ar-condicionado central com sistema VRF
Como funciona o sistema VRF de central de ar
Capacidades de central de ar no sistema VRF
Central de ar através de água gelada
Central de ar com sistema de dutos
Como funciona o ar condicionado dutado
Vantagens do ar condicionado central com sistema de dutos
Desvantagens do ar condicionado central com sistema de dutos
Preços de ar condicionado central
Marcas que comercializam produtos para um sistema de ar central
Conclusão: vale a pena ter um sistema de ar central em casa?

Tipos de aparelhos e possibilidades para climatizar seu ambiente

Uma central de ar pode ser montada com o sistema VRV (volume de refrigerante variável), mais conhecido no Brasil pela sigla VRF (do inglês “variable refrigerant flow”), ou com a instalação de dutos. Nos dois casos é possível obter uma distribuição mais uniforme do ar nos ambientes.

Ar-condicionado central com sistema VRF

Ar-condicionado central com sistema VRFO VRF, que em livre tradução significa “Fluxo de Gás Refrigerante Variável”, é o sistema do ar-condicionado central Multisplit. Esse tipo de ar condicionado central pode ser instalado em apartamentos ou casas de alto padrão, consultórios médicos e salas de espera, salas de aula, escritórios, hotéis, ou edifícios em geral.

A instalação é feita com uma potente condensadora (unidade externa) e duas ou mais evaporadoras (unidades internas), que podem ser ligadas simultaneamente ou separadamente. O fluido refrigerante utilizado nesse sistema é o HFC R-410A.

Como funciona o sistema VRF de central de ar

O sistema VRF, como o próprio nome diz, varia o fluxo do gás refrigerante, distribuindo o ar gelado de acordo com a capacidade que é solicitada por cada evaporadora.

Na prática, é como se fosse um multi-split residencial convencional, mas a diferença está na condensadora que é mais robusta e potente.

Capacidades de central de ar no sistema VRF

Geralmente as potências do VRF são medidas em TR (Tonelada de Refrigeração), onde cada TR equivale a 12.000 BTU. Sendo assim, as potências costumam variar entre 2 e 100 TR.

Vantagens do ar central com sistema VRF

Não há consumo desnecessário de energia pois cada evaporadora pode operar de forma independente.  Ou seja, cada ponto possui controle preciso de temperatura.

Não necessita de dutos ou casas de máquinas, esse sistema pode ser instalado em qualquer tipo de construção já existente, como os Split tradicionais.

Possui um baixo nível de ruído, quando comparado ao sistema de dutos.

Central de ar através de água gelada

Existem algumas condensadoras que utilizam água para refrigeração e como sua fonte de calor. Geralmente esse sistema não costuma ser utilizado em residências (a não ser que a casa seja imensa). Ele é mais comum em grandes edifícios ou estabelecimentos. Um exemplo é a VRV-WIII, da Daikin. Nesse sistema, a água é canalizada de uma torre de refrigeração ou caldeira até a condensadora e após a troca de calor, o refrigerante é canalizado a partir dela a cada evaporadora (unidade interna).

Central de ar com sistema de Dutos

Ar central com dutosEsse sistema é possível de ser utilizado com ar central, mas pouco indicado para residências, pois é necessário a instalação de dutos no teto e um rebaixamento dele que pode ocorrer com gesso ou o próprio forro, por exemplo. Ele costuma ser utilizado em shoppings, cinemas, consultórios, salas de espera e salas de aula. Porém, hoje ele já é muito comum em apartamentos de alto padrão.

Na instalação são fixados em área interna os dutos, a evaporadora e as grelhas. E a condensadora é instalada em um local aberto, onde haja circulação de ar, como nas instalações de ar-condicionado Split.

Como funciona o ar-condicionado dutado

Esse sistema capta o ar quente, filtra-o e joga-o de volta ao ambiente através de um ventilador centrifugo de alta pressão. O resfriamento do ar é realizado pelas serpentinas, onde fica o fluido refrigerante. E o gás refrigerante usado, na maioria das vezes, é o R-22.

Vantagens do ar condicionado central com sistema de dutos

A grande vantagem do sistema de dutos é que ele pode climatizar vários ambientes sem prejudicar a estética do prédio, pois os dutos não precisam ficar visíveis. Porém, para isso é necessário que haja um bom espaço entre o forro e o teto.

Uma vantagem do sistema de dutos com relação ao sistema VRF, é que ele consegue climatizar de forma homogênea vários ambientes ao mesmo tempo.

Desvantagens do ar condicionado central com sistema de dutos

O controle de temperatura é restrito a apenas um ponto, sendo essa a principal desvantagem do ar-condicionado dutado, quando o objetivo não é climatizar todos os ambientes ao mesmo tempo. O resultado disso será um consumo excessivo de energia.

Por conta da dificuldade de limpeza, na maioria dos casos os dutos não são limpos.

O nível de ruído é maior do que o sistema VRF.

Preços de Ar condicionado Central

Tipos de evaporadorasTudo depende da dimensão do sistema. No VRF, o valor gira em torno de R$8.000 por TR, mas vai ser influenciado também pelo tipo e o número de evaporadoras de saída, se é Split Hi-Wall, Cassete, entre outros. Já um ar-condicionado duto de 36.000 BTU (frio) da Springer Carrier, custa hoje, a partir de R$5.259,00.

Porém, essa diferença poderá ser diminuída na instalação, pois o custo para a instalação de dutos tende a ser mais elevado. As empresas que prestam esse serviço, muitas vezes, costumam fazer um orçamento completo, de acordo com a necessidade do cliente.

Marcas que comercializam produtos para um sistema de ar central

Daikin, Carrier, Mitsubishi, Hitachi, Trane e Gree são algumas das marcas que comercializam.

Conclusão: vale a pena ter um sistema de ar central em casa?

A resposta é: depende. Caso sua residência seja bem grande, onde será necessário climatizar vários ambientes, então pode ser viável utilizar um sistema de ar condicionado central. Para climatizar dois, três ou quatro ambientes, os aparelhos Multi-Split convencionais como Bi-Split, Tri-Split ou Quad-Split, por exemplo, atendem à demanda.

O ideal é sempre consultar um profissional capacitado para avaliar a necessidade e conforme a demanda. O custo de cada sistema também poderá interferir sobre a decisão mais adequada quando houver mais de uma opção.

Redação do Portal WebArCondicionado.