Participar dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro está sendo uma oportunidade com benefícios em dobro para os atletas cubanos. Além de competirem para conquistar medalhas ao país de origem, estar no Brasil é uma forma de eles conseguirem investir e levar um ar-condicionado para o país caribenho.

Logo na chegada ao Rio, alguns esportistas da delegação de luta olímpica de Cuba foram a um supermercado na Tijuca para comprar os aparelhos e levarem para casa quando retornarem.

Preços elevados em Cuba
Se tem uma coisa que bate recorde em Cuba no calor são os preços. O chefe da delegação, Raúl Trujillo, explica que as altas temperaturas no país cubano e o preço elevado do ar-condicionado por lá levaram os competidores a adquirirem o produto aqui no Brasil, já que lá pode chegar ao dobro do valor. Ele ainda explica que outros eletroportáteis, como TVs, não valem a pena o preço por aqui, por isso não constam na lista de interesse dos cubanos.

“Aqui no Brasil esses aparelhos são mais baratos. Lá, os splits custam o dobro do preço. Os ventiladores também. Como em Cuba é muito quente, eles aproveitaram para comprar aqui”, afirma o chefe de delegação. “Mas produtos como TV e essas coisas não os interessam, porque em Cuba o preço é mais em conta”, completa Trujillo.

Economia é tudo, não é mesmo?

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações de Extra.