Fluidos Refrigerantes

Collapse

Orçamento de Ar Condicionado - Posts

Collapse

Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Qual seria um bom modelo no meu caso?

Collapse
X
  • Filtro
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Qual seria um bom modelo no meu caso?

    Pessoal, cheguei com o bonde andando e nem sabia da existência desse fórum, então gostaria de deixar a clássica pergunta do qual comprar, mas com alguns adendos:

    - Já possuo um ar-condicionado da Samsung, um split normal, acredito que AR09HCSUBWQNAZ. Ele é apenas frio, e a etiqueta diz gastar 17.1 kw/h mês. Eu sempre uso todos os dias do mês, pelo menos 8-9h por dia. A conta aqui vem alta, e eu estimo que metade dela seja só esse ar.

    Problemas que esse ar me deu foram apenas a necessidade de trocar a serpentina (por uma de cobre, não lembro se a dele era de alumínio, que dizem ser um lixo que estraga bem mais fácil, e foi um bom gasto, pois estava "vazando" e não gelando mais).

    Outra vez começou a pingar dentro de casa, não sei como mas acumulou provavelmente dentro do cano. Não tem jeito, tem que morrer uns $$$$ sempre pra fazer manutenção.

    Bom, vamos lá... estou pensando em comprar um INVERTER e vender esse.

    Não sei qual modelo escolher.

    Meu quarto se não me engano tem 10.64 metros quadrados, esse de 9000 BTUs me atende bem, e atualmente está gelando como quero. Claro que não como no passado, mas dá pra dormir numa boa. Só que eu sempre coloco na menor temperatura possível, no modo GELAR e em 16 ou 18 graus, e na velocidade máxima para o ventilador dele.

    Com relação a barulho esse split normal depois dessas manutenções começou a fazer mais na unidade externa, o que é amenizado ao se fechar a janela, mas eu pessoalmente acho alto.

    O que procuro é um INVERTER de 9000 BTUs com serpentina de cobre, e que faça o menor barulho possível, e seja o mais econômico, claro.

    Tenho lido opiniões conflitantes mas algo que percebi é que provavelmente ou o aparelho desses que criticam veio (ou ficou ruim) ou o problema surgiu devido a uma instalação inadequada, não sei se INVERTER é mais especializado.

    Pelo que vi com serpentina de cobre são os modelos Quente + FRIO, e não os somente FRIO, mas parece que a maioria dos fabricantes já usa cobre.

    *****

    A respeito da economia da conta de luz eu até agora não achei nenhuma informação conclusiva. Aparentemente o consenso é que a economia é de no mínimo 30%, então gostaria que alguém pudesse relatar aqui no fórum qual a diferença de fato que notou na conta.

    Eu já vi que não adianta observar esse dado da etiqueta, de quantos quilowatts o aparelho gasta, porque se for assim não tem diferença pro meu split normal. A forma como o INVERTER funciona é diferente, então somente esse dado com certeza não é indicativo de quanto a pessoa irá pagar no fim do mês.

    Outro ponto é que eu ouvi uma pessoa dizer que se a instalação elétrica da residência (e meu apartamento não está caindo aos pedaços, mas o edifício tem no mínimo 30-40 anos) for antiga mesmo que instale INVERTER não irá notar diferença (ou essa será pouca). Será que isso implica ter que trocar (a instalação elétrica de todos os cômodos do apto) se a casa não for nova? O que vcs acham?

    Será que isso pode explicar o gasto excessivo do split normal?

    ******
    A conta fica na faixa dos R$ 600 (e o consumo cerca de 600 a 700 kw/h), e fora esse ar ainda tem:

    - 1 TV de 42 polegadas
    - 2 geladeiras
    - 2 ventiladores
    - 1 bebedouro
    - 1 máquina de lavar roupa
    - 1 PC (mas não vive ligado sempre)
    - Tem outra TV, mas também não vive ligada sempre

    - Tem chuveiro quente, mas ninguém aqui passa somando todos mais que 10 minutos/dia.

    TALVEZ, mas TALVEZ mesmo o valor da conta esteja correto, até porque trocaram o relógio medidor da conta de luz e continuou vindo nessa faixa, no mínimo 550. Mas eu ainda acho o valor altíssimo, e custo a acreditar que 50% ou perto disso seja esse ar aí.

    Esqueci também de dizer que aqui só se usa 220V.

  • #2
    Postado originalmente por Perene Ver Post
    Pessoal, cheguei com o bonde andando e nem sabia da existência desse fórum, então gostaria de deixar a clássica pergunta do qual comprar, mas com alguns adendos:

    - Já possuo um ar-condicionado da Samsung, um split normal, acredito que AR09HCSUBWQNAZ. Ele é apenas frio, e a etiqueta diz gastar 17.1 kw/h mês. Eu sempre uso todos os dias do mês, pelo menos 8-9h por dia. A conta aqui vem alta, e eu estimo que metade dela seja só esse ar.

    Problemas que esse ar me deu foram apenas a necessidade de trocar a serpentina (por uma de cobre, não lembro se a dele era de alumínio, que dizem ser um lixo que estraga bem mais fácil, e foi um bom gasto, pois estava "vazando" e não gelando mais).

    Outra vez começou a pingar dentro de casa, não sei como mas acumulou provavelmente dentro do cano. Não tem jeito, tem que morrer uns $$$$ sempre pra fazer manutenção.

    Bom, vamos lá... estou pensando em comprar um INVERTER e vender esse.

    Não sei qual modelo escolher.

    Meu quarto se não me engano tem 10.64 metros quadrados, esse de 9000 BTUs me atende bem, e atualmente está gelando como quero. Claro que não como no passado, mas dá pra dormir numa boa. Só que eu sempre coloco na menor temperatura possível, no modo GELAR e em 16 ou 18 graus, e na velocidade máxima para o ventilador dele.

    Com relação a barulho esse split normal depois dessas manutenções começou a fazer mais na unidade externa, o que é amenizado ao se fechar a janela, mas eu pessoalmente acho alto.

    O que procuro é um INVERTER de 9000 BTUs com serpentina de cobre, e que faça o menor barulho possível, e seja o mais econômico, claro.

    Tenho lido opiniões conflitantes mas algo que percebi é que provavelmente ou o aparelho desses que criticam veio (ou ficou ruim) ou o problema surgiu devido a uma instalação inadequada, não sei se INVERTER é mais especializado.

    Pelo que vi com serpentina de cobre são os modelos Quente + FRIO, e não os somente FRIO, mas parece que a maioria dos fabricantes já usa cobre.

    *****

    A respeito da economia da conta de luz eu até agora não achei nenhuma informação conclusiva. Aparentemente o consenso é que a economia é de no mínimo 30%, então gostaria que alguém pudesse relatar aqui no fórum qual a diferença de fato que notou na conta.

    Eu já vi que não adianta observar esse dado da etiqueta, de quantos quilowatts o aparelho gasta, porque se for assim não tem diferença pro meu split normal. A forma como o INVERTER funciona é diferente, então somente esse dado com certeza não é indicativo de quanto a pessoa irá pagar no fim do mês.

    Outro ponto é que eu ouvi uma pessoa dizer que se a instalação elétrica da residência (e meu apartamento não está caindo aos pedaços, mas o edifício tem no mínimo 30-40 anos) for antiga mesmo que instale INVERTER não irá notar diferença (ou essa será pouca). Será que isso implica ter que trocar (a instalação elétrica de todos os cômodos do apto) se a casa não for nova? O que vcs acham?

    Será que isso pode explicar o gasto excessivo do split normal?

    ******
    A conta fica na faixa dos R$ 600 (e o consumo cerca de 600 a 700 kw/h), e fora esse ar ainda tem:

    - 1 TV de 42 polegadas
    - 2 geladeiras
    - 2 ventiladores
    - 1 bebedouro
    - 1 máquina de lavar roupa
    - 1 PC (mas não vive ligado sempre)
    - Tem outra TV, mas também não vive ligada sempre

    - Tem chuveiro quente, mas ninguém aqui passa somando todos mais que 10 minutos/dia.

    TALVEZ, mas TALVEZ mesmo o valor da conta esteja correto, até porque trocaram o relógio medidor da conta de luz e continuou vindo nessa faixa, no mínimo 550. Mas eu ainda acho o valor altíssimo, e custo a acreditar que 50% ou perto disso seja esse ar aí.

    Esqueci também de dizer que aqui só se usa 220V.
    querido colega ..hoje é tendência generalizada que os condicionadores saem das fábricas com serpentinas de cobre independentemente do fabricante ..Considero top as marcas fujitsu daikin mitsubishi plano B gree e alguns modelos da midea carrier claro que isso é relativo ..pois vc vai achar opiniões contrárias a minha portanto não existe unanimidade ....Alguns colegas que respeito e admiro tem elogiado o novo modelo da LG o dual inverter ..O samsung Ainda não instalei .alguns elogiam o consul e outras marcas como tem também as pessoas que não aprovam e não ficaram satisfeitas com as marcas que citei e as que não citei.Como disse isso é relativo.

    Se o equipamento inverter for bem instalado a economia é significativa em relação ao investimento ..em prédios antigos cuja instalação elétrica de fornecimento pode ter ficado defasada ou desiquilibrada ,com picos dee nergia afundamentos etc .. alguns edifícos o quadro de fornecimento está lotado de disjuntores sem opção para fazer uma linha de fornecimento dedicada e principalmente bem aterrada e com dispositivos de ´proteção contra surtos e de segurança chamados de DR e DPS fica difícil te falar sobre vida útil ..a economia vai depender de alguns fatores como as fontes de calor e o correto dimensionamento da capacidade do equipamento as setagens de configuração de operação,temperatura média externa,umidade relativa , marcas e modelos tem suas diferenças no rendimento uns o rendimento é melhor outros nem tanto etc ..

    Pra esse nível de indagação e compromisso sobre marcas e sobretudo sobre consumo de energia e por tabela o Custo benefício do investimento o certo é vc agendar uma visita técnica com um instalador ou empresa boa ou bem recomendada aí nos local da instalação pra te dar uma opinião mais acertada ..A automação e integração das residencias é uma realidade aqui no brasil e bastante antiga principalmente no japão e também na europa a quase 20 anos que te dá além de controle dos eletroeletronicos dados de consumo e até gráficos desse consumo impressos tudo podendo ser controlado por smarts phones pc´s note book tablet´s etc .. ou controladores sem fio wi fi.

    Aqui no brasil já está se configurando uma tendência irreversível e está cada vez mais frequente discussões e propaganda de integração da automação nas industrias empresas e no caso residencias.Alguns colegas que conheço e gostam ou trabalham com automação no caso a residencial e alguns até frequentam foruns de TI ,HT e assinam e postam em tópicos sobre integracão e interface de controladores entre homem máquinas e que automatizam residências, com postagens sobre esse assunto .

    No brasil esse assunto sobre automação e controladores tem ganhado força e já existem no mercado algumas opções e kit´s para controle de sua residência via apps arduínos clp´s sendo esse controle de acordo a lógica de programação e que vc deseja controlar ,como o controle do consumo de energia por exemplo por aparelho ou equipamento ou grupo de aparelhos como no geral da residencia,como segurança micro filmes ,energia ,controle da iluminação enfim coisas mais simples como mais complexas.


    Existem no brasil wattímetros com várias potencias e capacidades de medição e aferição de consumo que podem te dar o consumo individual de aparelhos elétricos ..chuveiros por exemplo que em potencia alta exige um wattímetro compatível à carga que vai conferiri...pra vc saber que é o vilão ou os vilões do consumo alto na sua resicencia vc tem que fazer essas medições individuais ou instalar apps/softwares que te dão gráficos de perfomance de operação e potencia de consumo por minuto ou hora ...

    Vai dando o review ele é super importante boa sorte .abraço jairo
    Last edited by jairo bertoni; 14/07/19, 12:47.

    Comment


    • #3
      Prezado, estou cogitando um inverter e até achei a um preço razoável, embora ainda eu vá ver com a autorizada quanto ficaria a instalação.

      Porém o que preciso saber mesmo é se existe uma certeza de economia de pelo menos tantos por cento. Eu sei que diversos fatores (inclusive a temperatura ajustada) influenciam o consumo, mas preciso ter certeza de um percentual mínimo de redução, pra poder argumentar aqui em casa.

      Outro ponto é que dizem (acho até que vc falou isso) que a temperatura ideal inclusive pro corpo é de 22-24 graus. O que acho que deve ocorrer é se eu pegar por ex esse Dual Inverter da LG talvez os 22 graus dele equivalham ao 16 graus que uso nesse meu split normal, em matéria de resfriamento do quarto. Moro em Recife/PE e aqui em 90% do ano a temperatura ambiente é sempre próxima de 30 graus e durante o período de chuvas ela pode cair pra 22 a 25. Então frio aqui não existe, e felizmente calor de rachar tipo 35 graus também não. Aliás nem lembro quando fez mais de 30.

      Como eu disse esse meu ar já não é novo e se eu colocar 16 graus nele na minha opinião o resfriamento fica adequado (na boa, não é nem de longe um resfriamento de respeito), mas com certeza 22 não. Eu vou até checar olhando o medidor da concessionária o quanto o consumo muda entre 16 e 22 graus nesse split normal da Samsung que tenho.

      Seria imprescindível saber essa parte da economia com exatidão porque eu uso 8 horas por dia, entre 22h e 07h, quando vou dormir, e se precisar digamos baixar pra menos de 22 então é provavel que a diferença entre inverter e normal seja insignificante na conta de luz, ao menos de acordo com alguns relatos.

      Eu vou verificar também se tem como fazer aterramento pra esse meu quarto.

      Eu já ouvi falar do wattímetro, mas a desconfiança como te falei é que perto dos 50% da conta (300 reais e 300 kw/h) sejam só do ar, o que seria uma discrepância muito grande. Nos próximos dias eu vou dar uma checada no consumo pra ter pelo menos uma ideia.

      Comment


      • #4
        escrevi um textão pra vc e o essse fórum deletou miinha mensgem vc tem que procura algué que tenha conhecimento e ferramentas pra te ajuda r ..pode ser problemas no condiicionador ,na geladeira chuveiro na fiação linha mestra quadro de energia disjuntores linhas com fuga etc..abraço vai dando o review boa sorte jairo

        Comment


        • #5
          Blz, vou investigar também se está rolando fuga de energia. Porque dizem que esse meu ar normal nem 200 kw deve gastar por mês, então os outros quase 400 não podem estar indo pra geladeira e demais produtos, pois uma gasta 70 e outra 40 por mês.
          Last edited by Perene; 14/07/19, 22:36.

          Comment


          • #6
            Postado originalmente por Perene Ver Post
            Blz, vou investigar também se está rolando fuga de energia. Porque dizem que esse meu ar normal nem 200 kw deve gastar por mês, então os outros quase 400 não podem estar indo pra geladeira e demais produtos, pois uma gasta 70 e outra 40 por mês.
            olha o achômetro nesse caso não funciona ..primeiro desligar o disjuntor geral e verificar se o relógio está marcando consumo ..Se sim chamar o eletricista tem fuga ..se não vc tem que aferir o consumo de equipamento por equipamento .primeiro as luzes e desligar todos os outrros ir no relogio ver quanto de KW tá mostrando Operar por 15 min depois uma geladeira depois a outra vai anotando ..chuveiro pro 10 min ferro de passar roupa máquina de lavar microondas condicionador eletro eletronicos faça isso item por item ..Se não estiver nada errado vai ficar p´roximo claro o resultado total de consumo vc multiplicar por 2 isso estou te passando só na experiencia ..dá o retorno ele é super importante

            Comment


            • #7
              Bom, já fiz o primeiro teste. A temperatura ambiente estava em torno dos 25 graus (ou um pouco mais). Coloquei nos 16 graus nesse split normal da Samsung, de 9000 BTUs (meu quarto tem 10.6 metros quadrados se não me engano) e em COOL/GELAR como vinha fazendo.

              A medição que vou falar a seguir começa de 00:10 / meia-noite e dez minutos (momento que o ar é ligado) e termina de 08:08, então o ar ficou realmente ativo por 8 horas (e não mais que isso). Antes de ligar o ar é claro que verifiquei o medidor de energia, pra anotar o número. Após acordar de 8h fui ao medidor de novo e anotei o novo valor, e somente após isso desliguei.

              Isso significa que esse consumo não é apenas do ar, mas por ex. do ar + as 2 geladeiras que falei (que consomem por mês 70 + 40 kw/h respectivamente) e de demais aparelhos tipo TVs, ventiladores, decoders e lâmpadas, que estivessem sendo usados no momento.

              https://imgur.com/a/n6O4Fsr

              Como dá pra ver nesse link o relógio marcava 4754 em 00:06, e 4763 hoje de 08:08. Então foram 9 kW/h a mais no intervalo de 8 horas, ou 1.1 kW a cada hora.

              Isso indica que em 1/3 do dia se consome quase 300 kW (daria uns 270). Como o ar não vinha ficando 8h cravadas e sim umas 9 ou talvez até 10, então 50% da conta muito provavelmente se concentram nesse período em que ligo o ar pra ir dormir e acordo de manhã (umas 8, 9h). Isso porque sempre está vindo aqui no mínimo 600 kW todo mês, e na faixa de R$ 600. Estou vendo que em outros meses deu até mesmo 700 ou mais kW.

              ********
              Os próximos testes que vou fazer é na temperatura de 23 e depois em 26 graus. E se der uma noite sem ligar o ar, apenas o ventilador.
              ********

              Interessante é que nesse vídeo abaixo (estrangeiro):

              https://www.youtube.com/watch?v=t7N7H-vmRes

              Uma pessoa usou um equipamento pra medir 1 hora de uso de um LG Inverter (modelo BS-Q186C4A4, de 17 mil BTUs) em 18 graus (no máximo), e o resultado segundo ele foi de 1.720 kw/h.

              Ele mediu depois disso em 23 e 26 graus, mas os comentários dizem que os testes são inválidos pois o ar-condicionado parece que gasta mais na primeira hora, reduzindo gradativamente depois. Também dizem que não valem pois o quarto já havia reduzido a temperatura. E que ele deveria ao menos ter testado em dias diferentes.

              Eu ia até comentar em cima desse vídeo que em 23 graus ficou em 1.379 kW e 26 graus o gasto caiu pra 0.221 kW em 1 hora, o que indicaria uma redução de quase 20% de 18 pra 23 graus e de uns 80% de 18 pra 26 graus, mas como disseram aí não foram precisos.

              Comment


              • #8
                Postado originalmente por Perene Ver Post
                Bom, já fiz o primeiro teste. A temperatura ambiente estava em torno dos 25 graus (ou um pouco mais). Coloquei nos 16 graus nesse split normal da Samsung, de 9000 BTUs (meu quarto tem 10.6 metros quadrados se não me engano) e em COOL/GELAR como vinha fazendo.

                A medição que vou falar a seguir começa de 00:10 / meia-noite e dez minutos (momento que o ar é ligado) e termina de 08:08, então o ar ficou realmente ativo por 8 horas (e não mais que isso). Antes de ligar o ar é claro que verifiquei o medidor de energia, pra anotar o número. Após acordar de 8h fui ao medidor de novo e anotei o novo valor, e somente após isso desliguei.

                Isso significa que esse consumo não é apenas do ar, mas por ex. do ar + as 2 geladeiras que falei (que consomem por mês 70 + 40 kw/h respectivamente) e de demais aparelhos tipo TVs, ventiladores, decoders e lâmpadas, que estivessem sendo usados no momento.

                https://imgur.com/a/n6O4Fsr

                Como dá pra ver nesse link o relógio marcava 4754 em 00:06, e 4763 hoje de 08:08. Então foram 9 kW/h a mais no intervalo de 8 horas, ou 1.1 kW a cada hora.

                Isso indica que em 1/3 do dia se consome quase 300 kW (daria uns 270). Como o ar não vinha ficando 8h cravadas e sim umas 9 ou talvez até 10, então 50% da conta muito provavelmente se concentram nesse período em que ligo o ar pra ir dormir e acordo de manhã (umas 8, 9h). Isso porque sempre está vindo aqui no mínimo 600 kW todo mês, e na faixa de R$ 600. Estou vendo que em outros meses deu até mesmo 700 ou mais kW.

                ********
                Os próximos testes que vou fazer é na temperatura de 23 e depois em 26 graus. E se der uma noite sem ligar o ar, apenas o ventilador.
                ********

                Interessante é que nesse vídeo abaixo (estrangeiro):

                https://www.youtube.com/watch?v=t7N7H-vmRes

                Uma pessoa usou um equipamento pra medir 1 hora de uso de um LG Inverter (modelo BS-Q186C4A4, de 17 mil BTUs) em 18 graus (no máximo), e o resultado segundo ele foi de 1.720 kw/h.

                Ele mediu depois disso em 23 e 26 graus, mas os comentários dizem que os testes são inválidos pois o ar-condicionado parece que gasta mais na primeira hora, reduzindo gradativamente depois. Também dizem que não valem pois o quarto já havia reduzido a temperatura. E que ele deveria ao menos ter testado em dias diferentes.

                Eu ia até comentar em cima desse vídeo que em 23 graus ficou em 1.379 kW e 26 graus o gasto caiu pra 0.221 kW em 1 hora, o que indicaria uma redução de quase 20% de 18 pra 23 graus e de uns 80% de 18 pra 26 graus, mas como disseram aí não foram precisos.
                Obrigado pelo exelente review e feedback só faço um alerta ,não confie muito nessa potencia de consumo da etiqueta dessas geladeiras ou de qualquer outro eletro portáteis linha branca eletroeletronicos...vc tem que fazer o teste desligando todos os outros equipamentos e fazendo o teste de consumo em cada aparelho individualmente ..

                vai dando o review boa sorte

                Comment


                • #9
                  Já fiz mais testes e seguem números interessantes:

                  - Modelo é um split normal da Samsung, de 9000 BTUs. E de fato meu quarto tem 10.64 metros quadrados. Além disso só eu fico no meu quarto, e de equipamentos dentro dele há apenas um PC, mas vive desligado (apenas o ventilador em cima de um banquinho é que eu ligo).

                  Temperatura ambiente é a de Recife/PE e nesse dia #1 ficou em torno de 25 graus. No dia #2 em 23 graus.

                  - Links a respeito do porquê não se deve usar a temperatura do ar abaixo de 22-24 graus:

                  https://www.dufrio.com.br/blog/ar-co...-condicionado/

                  https://www.webarcondicionado.com.br...r-condicionado

                  https://gauchazh.clicrbs.com.br/econ...4qm8b2yeg.html


                  Vídeo:

                  https://www.youtube.com/watch?v=1v6OgNoXvkQ


                  Novas telas:

                  https://imgur.com/a/G3yCwIz

                  **********

                  Como falei, no dia #1 (uso do ar como sempre vinha fazendo, em 16 graus) antes de ligar estava marcando 4754 no medidor. De 00:10 liguei o ar, e 08:08 desliguei, logo 8h de uso. Nesse momento de desligar estava marcando 4763, então 9 kW/h de uso do AR-CONDICIONADO e de outros equipamentos concorrentes. Então não foi 9 kw/h só do ar, foi dele + TV(s) + ventilador + lâmpadas... mas o que eu queria saber é justamente nesse intervalo entre quando vou dormir e quando acordo quanto gastaria.

                  Durante esse primeiro dia eu anotei horários e o quanto o medidor mudou.

                  - De 15:15 o medidor marcava 4766. Acréscimo de 3 kW/h desde 8 da manhã. 9 + 3 = 12. Até aqui 12 kW/h por dia.

                  - De 19:25 o medidor marcava 4768. Acréscimo de mais 2 kW/h desde 8 da manhã. 9 + 3 + 2 = 14. Até aqui 14 kW/h por dia.

                  - De meia-noite o medidor marcava 4772. Acréscimo de mais 4 kW/h desde 8 da manhã. 9 + 3 + 2 + 4 = 18.


                  CONCLUSÃO de um dia típico em que se usa o ar a 16 graus: 18 kW/h por dia.

                  18 multiplicado por 30 = 540 kw/h. Um valor condizente com o que a conta de luz vem vindo, pois eu não vinha usando 8 horas cravadas no ar, e nesse dia de teste não usei o PC, mas tinha dia em que esse último ficava ligado o dia todo.

                  - IMPACTO DO USO DO AR

                  Notem ao mesmo tempo que enquanto em 1/3 do dia (de meia-noite a 8 da manhã) se gastou 9 kW, igualmente se consumiu 9 kW em 2/3, ou seja, de 8h até a 0h do dia seguinte.

                  Então 50% do gasto nesse dia foi justamente nas 8 horas que usei o ar.

                  >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
                  SEGUNDO DIA DE TESTE

                  USO EM 23 GRAUS (gelar)
                  >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

                  Ao menos no meu modelo e na condição atual que se encontra (bem aquém do que era nos primeiros anos e antes de manutenção que teve de passar) eu cheguei a sentir calor/desconforto, pois estava acostumado a dormir em 16 e ainda por cima chegava a cometer o erro de direcionar o ar direto pra mim, pra gelar mais ainda.

                  A temperatura externa estava em torno disso (23) e apesar dele NÃO GELAR MEU QUARTO (nem de longe parecido com 16) dá pra dizer que a temperatura fica amena. A impressão que passa (e disso eu tenho 98% de certeza) é que um ar-condicionado novo nesses mesmos 23 graus ficaria perfeito pra eu dormir.

                  ----------> Antes de ligar: 4772 no medidor, de 00:00.
                  ----------> Após acordar: 4777.

                  O consumo foi de 5 kW/h.

                  De 9 pra 5 são 44.4% menos de consumo.

                  Então por mês ao invés de 270 kW o consumo só do período do ar ficaria em 150 kW.

                  Se os números anteriores se mantiverem então são 5 + 9 = 14 por dia, ou 420 kW por mês, e não mais na casa dos 600 ou 700.

                  >>>>>>>>

                  CONCLUSÃO (sem levar outros fatores em conta, apenas esses testes): usar em 23 graus ao invés de 16 reduzirá essa minha conta de luz em 22%.

                  A PERGUNTA QUE FICA É:

                  >>>>>>> SE ESSE MEU AR FOSSE UM INVERTER O CONSUMO DE MEIA-NOITE ATÉ AS 8H SERIA DE 3 ou 4 kW?

                  Porque se fosse de 4 kW então isso significaria em tese que um Inverter tipo o Dual da LG economiza APENAS 20% com relação a um convencional.

                  Já se caisse pra 3 a economia seria de 40%.

                  Eu encontrei um relato que indica uma economia em torno de 33 %.

                  O rapaz diz que houve uma queda de 392 pra 261 kW.


                  *********
                  Eu usava um Consul 12btus e troquei por esse LG Dual inverter de 9mil BTUS, até o momento estou gostando 100% do produto, a unica critica é com relação a luz do controle que você bem citou. Hoje completa aproximadamente 1 mês de utilização e meu consumo kWh diminuiu se comparado ao mês de dezembro. Dezembro 392kWh - Janeiro 261kWh . O valor da conta diminuiu, mas a principio eu atribuo principalmente a mudança da BANDEIRA TARIFÁRIA/Verde.
                  Uma observação importante é que a instalação do Inverter não é igual ao do outros. O inverter requer mais metros de cano instalado. TALVEZ esse possa ser um dos motivos para insatisfação de alguns usuários que não tiveram seus aparelhos instalados da forma correta.
                  **********
                  COMENTÁRIO 2: (continuação) hoje dia 23/02 chegou a conta de energia com bandeira tarifa verde.
                  Fevereiro: 293 kWh valor: R$ 192,20 - Valor final (imposto e ilum. publica) R$ 285,44


                  Observação: janeiro o consumo ficou com 261 kWH, acontece que durante fevereiro eu liguei outro ar durante algumas horas 2-3 horas por dia, sendo assim, o consumo de energia aumento poucos kWh. O LG está sendo utilizado regularmente de seg a seg das 21h as 6 da manha.

                  Opinião: COMPENSA MUITO! é meu primeiro aparelho inverter, pode custar pouco mais caro, mas quando você percebe que sua conta diminui e o valor estabiliza é uma satisfação imensa!
                  ***********

                  Se a redução for se 30% então esse consumo cairia de 5 pra 3.5 kW por dia.

                  E 1.5 kW multiplicado por 30 significaria 45 kW a menos por mês. A minha conta ficaria em 375 kW, pois seria 3.5 + 9 diários x 30.

                  Porém tenho lido relatos conflitantes dizendo que com inverter ocorreu o contrário, e a conta deu uma subida. Não sei por qual motivo e como não informaram as condições em que foi usado então não adianta esse tipo de relato.

                  Igualmente não adianta muito esse comentário da Consul porque ele não informa qual a temperatura que vem sendo usada.

                  Pois como eu disse se utilizar na menor (pra deixar o quarto um gelo) o consumo será maior.

                  Também tem o probleminha da temperatura externa influenciar no trabalho que o AR terá de fazer. Atualmente a temperatura aqui baixou, pois está querendo chover, então está em 23, 25 graus, mas é normal aqui chegar a 30 ou quase isso.
                  Last edited by Perene; 16/07/19, 09:19.

                  Comment


                  • #10
                    Postado originalmente por Perene Ver Post
                    Já fiz mais testes e seguem números interessantes:


                    Também tem o probleminha da temperatura externa influenciar no trabalho que o AR terá de fazer. Atualmente a temperatura aqui baixou, pois está querendo chover, então está em 23, 25 graus, mas é normal aqui chegar a 30 ou quase isso.
                    Olha difícil te precisar com essa precisão primeiro porque esses minisplit´s não controlam o calor sensível portanto sua aplicação é para ambientes pequenos de residencias escritórios etc se vc está atrás de uma precisão o equipamento seria outro e sua utilização sairia fora do escopo e aplicação nesse tipo de ambiente igual o seu

                    o vídeo que o colega postou no you tube serve se o condicionador for fixo ou on ff ....na inversão principalmente nos que eu considero top a rapidez e equalização é bem maior quando vc seta em temperaturas mais baixas .claro que essa rapidez é relativa se num ambiente com as mesmas características de área quantidade de pessoas e componentes eletronicos ,mas que tenha temperaturas externas e umidade relativas maiores do que um outro qualquer igual,claro que essa resposta não seria a mesma rapidez de resposta e pode variar pra mais ou pra menos tempo .

                    pra te dar um exemplo prático nesse seu ambiente com um condicionador inverter de 9k de capacidade 25 cº de temperatura externa e 50 % de umidade relativa setado a 17º c no modo cool e o fan hi no primeiro on ele parte a 20 % da capacidade nominal ou seja oferecendo pra esse ambiente mais ou menos 1700 btus´ e todo sistema opera em baixa velocidade pra demanda de calor ,monitora esse ambiente durante mais ou menos 3 minutos e através dos sensores de temperatura envia o sinal para o conjunto de refrigeração ou seja moto ventiladores ,compressor e válvulas de expansão eletronica operar em 100% ele chega aos 9 k em alguns ate mais um pouquinho pra chegar a temperatura que o usuário setou em menor tempo possível quando os sensores percebem que o ambiente chegou aos 16º /17º/18º c essa temperatura mínima setada ou configurada varia de acordo fabricantes e modelos ,o próprio condiconador na sua lógica de operação se encarrega de manter estável a temperatura setada

                    como isso ocorre em todos condicionadores sejam on off fixos ou inverter´s os fixos on off geralmente hoje seus controladores também são termistor e leitores de temperatura só que a cpacidade quando ele estiver operando é sempre fixa no caso 9k ..esse tipo de condiconador quando volta a operação de um off tem em miléssimos de segundos o famoso pico de energia onde a amperagem juntamente com a voltagem sobem até 9 vezes ...essa função na lógica de operação é chamada diferencial ou range de temperatura cíclica que dá pico de corrente e o condicionador fica ciclando.

                    no split inverter isso não acontece ele fica modulando a operação ,fracionando a operação pra deixar o ambiente na temperatura setada pelos sensores dentro da variação de temperatura tanto pra cima como pra baixo de 2º c alguns modelos tem a possibilidade de vc diminuir esse diferencial para 1º c. então quando a temperatura do ambiente chega a 2º c abaixo da temperatura setada ele desacelera sempre monitorando esse range de aumento da temperatura de acordo a carga térmica daquele momento ,quando a temperatura aumenta em 2º a temperatura acima da temperatura setada ou o modo setado ele volta a acelerar não a mais a 100% mas para atender essa variação o mais rápido possível se o range for de 1º c idem idem da mesma forma ou seja se chegar um 1ºc abaixo da temperatura setada ele desacelera se a temperautra atingir 1º c acima da setagem ele acelera ..Esse mito que o inverter não desliga não é verdade ..todo inverter desliga alguns mais outros menos mas desliga o grande gancho é que na volta desse off ele volta a operar sempre com 10 a 20 % da potencia nominal ..isso vai depender da lógica e tecnologia embarcada por isso a diferença de preço entre eles ..quando mais fino e preciso é esse ajuste e respostas á demanda de carga mais caro é o equipamento .o famoso delta T de temperatura...

                    na minha experiencia a economia do inverter em relação aos convencionais é significativa e gira em tonso de 24 a 25% a até incríveis 60 % a média no geral fica entre 30 a 40 % e vai depender de configurações e modos de setagem ,das diferenças na média de temperaturas externas,umidade relativa regiões mais quentes ou mais amenas ,se o local é sombreado com a´rvores muros prédiso,toldos etc se o ambiente foi construido com material isolante em pisosd ,lages ,forros ,telhados paredes ,se as paredes,vitros janelas tem face para o sul sudeste que nós chamamos de insolação se elas tem cortina ,isofilmes toldos se são sombreados etc....

                    Essa medição que vc fez pra vc realmente saber com precisão tem que ser feita individualmente ..O que vc está exigindo dentro da engenharia chama-se solução de compromisso e dentro dessa solução tem que se emitir ou uma RT até mesmo uma ART de alguém com crea ,pro um profissional que faça um projeto tanto elétrico como de arrefecimento e se vc quizer de aquecimento ,trocando em miúdos vc tem que contratar ..

                    Não editei o textão portanto perdoa os erros e redundancias


                    Last edited by jairo bertoni; 17/07/19, 06:09.

                    Comment


                    • #11
                      Opa, Jairo, obrigado pelas excelentes explicações, invejo seu conhecimento técnico.

                      Veja esse post que eu fiz hoje... me diga se você enxerga algo de anômalo:

                      Só agora medi sem o ar ligado.

                      Não sei se encontrei uma inconsistência, mas enfim...

                      Primeiro vale frisar que o consumo de 8 da manhã até meia-noite no segundo dia seguido ficou próximo de 9 kW. Dessa vez deu 8, pois:

                      - 8 da manhã o relógio marcava 4777
                      - 15:35 o relógio marcava 4780 (+3 kW)
                      - 19:35 o relógio marcava 4782 (+2 kW)

                      - 00:00 o relógio marca 4785 (+3 kW)

                      Conclusão é que de 8h a meia-noite o consumo oscila entre 8-9 kW. O que dá 270 kW por mês. Para 2/3 do dia.

                      Resta saber como fica 1/3 do dia, de meia-noite às 8h.

                      >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

                      Seguinte: dessa vez eu desliguei TOTALMENTE o meu ar. Liguei um ventilador que fica num banquinho.

                      Fotos:
                      https://bit.ly/2YZ7GpI

                      De meia-noite às 8h ele correu 4 kW. 4785 pra 4789.

                      No dia anterior eu havia deixado o ar (split normal de 9000 BTUs) em 23 graus. E havia marcado 5 kW pra essas mesmas 8 horas.

                      Anteontem deixei em 16 graus e marcou 9 kW.

                      >>>>>>>>>>> Isso quer dizer que esse ar consumiu apenas 1 kW em 8 horas ligado, porque coloquei em 23 graus e a temperatura externa estava em torno disso...

                      <<<<<<<<<<<< E consumiu em torno de 5 kW (5 vezes mais) por eu ter colocado em 16 graus?

                      Mas peraí, como é que ele pode consumir mais ou menos 30 kW em 1 mês (a 23 graus)...

                      E 150 kW em 16 graus?

                      Ainda que fosse 2 kW pra temperatura de 23 isso daria apenas 60 kW por mês.

                      E o resto ficaria: 9 + 3 = 12 kW diários vezes 30 = 360 kW. Total de ar + resto = estimativa de 420 kW por mês.

                      Sendo só 1 kW do ar então ficaria em 420 menos 30 = 390 kW. Bem longe dos 600-700 kW atuais.

                      *******
                      O "resto" aqui (como eu expliquei) se trata de:

                      - 1 geladeira que consome 46 kW/mês
                      - + 1 geladeira que consome 71 kW/mês
                      - 1 bebedouro da Esmaltec
                      - 2 ou 3 ventiladores estilo esse da foto
                      - PC (que às vezes eu uso, mas não o dia inteiro)
                      - 1 TV que já vi gastar 155W (40 polegadas) e mais uma menor que às vezes é ligada
                      - 1 ou 2 vezes na semana máquina de lavar
                      - 1 Micro-ondas
                      - 1 fritadeira elétrica
                      - Umas 4 lâmpadas de LED (mas cada uma tem uns 9W. A minha tem 11W e fica ligada pelo menos 8h/dia)
                      - Uns 3 decoders que ficam ligados

                      Eu sou da opinião que a medição entre 8h e meia-noite não está errada, mas entre 0h e 8h não estou entendendo como pode haver uma diferença de 5 VEZES entre o consumo de 16 e 23 graus.

                      Se for 1 kW pro ar em 23 é como se gastasse 0.12 kW por hora, já em 16 graus é como se gastasse 0.62 kW.
                      Last edited by Perene; 17/07/19, 09:26.

                      Comment


                      • #12
                        olha esse seu ar condicionado fixo on off pode estar algum problema de rendimento não saberia te dizer qual a causa ,se poderia melhorar isso com alguma intervenção sinceramente não ousaria a afirmar isso pode ser que sim pode ser que não ..
                        como ele pode estar com problemas seja ele qual for quando opera em 16º c praticamente não desliga daí o consumo aumenta e ao memso tempo se desliga/liga muito, cicla muito e a ciclagem no caso excessiva aumenta em muito o consumo..vai saber ..

                        essa diferença de temperaturas de 7ºc faz é uma baita diferença no consumo final pois essa diferença em termos de potencia elétrica de consumo em Kw no caso na retirada de calor não é pontual mas geométrica .então o trabalho de qualquer condicionador faz pra retirar ou oferecer calor não é pontual em termos de consumo ou potencia elétrica de operação como disse é geométrico pra baixar de 1º c cemanda 2x de potencia pra baixar 2º c 4x pra baixar 3ºc 8 x e por ai vai 16X ...32X ...pra baixar de 23 º c pra 16ºc é uma progressão da oferta de potencia progressiva e geométrica .

                        pelo que entendi se esse condicionador a 16ºc está consumindo geralmente o consumo de potencia elétrica quase que 100% pois ele gira em torno de 800 a 900 kw se vc achou 0,62 no dia ele praticamente não está desligando e quando desliga ainda existe um adendo negativo que é na partida acontece o pico de energia e por tabela aumenta um pouquinho ou puxa para cima esse consumo ..Sinceramente minha ajuda chega até aqui ..estamos limitados pela distancia e com isso sem condição de te ajudar ..abraço vai dando o retorno boa sorte jairo
                        Last edited by jairo bertoni; 17/07/19, 10:02.

                        Comment


                        • #13
                          Tem algum aparelho que seja indicado pra medir a temperatura ambiente? Digo, indo lá fora na garagem ou mesmo dentro do quarto com o ar ligado, é possível ter uma temperatura precisa com algum termômetro?

                          Imagino que como role uma oscilação a temperatura do quarto nunca seja constante, tem essa parada de variar em alguns graus pra mais ou menos, então se eu mandar o ar pra 23 graus (supondo que esteja 26 lá fora) ele não deve ficar em 23 cravados e mesmo se ficar não deve permanecer a maior parte do tempo. Se for assim que funcionam todos (inclusive inverter) seria uma pena porque eu poderia usar um termômetro desses pra avaliar a capacidade do ar (que como eu disse hoje está aquém do que um dia foi) de refrigerar adequadamente o quarto. Pra não ficar muito subjetivo, até porque tem pessoas mais e menos calorentas.

                          Eu não digo a temperatura do ar que sai da evaporadora, eu digo a temperatura dentro do quarto/ambiente mesmo (que no meu caso além de ter 10.6 metros quadrados ainda tem apenas 1 pessoa e não tem eletrônico ligado, salvo meu PC, mas isso nunca junto do ar, pois só ligo esse último quando vou dormir).

                          Então, se esse tipo de termômetro medisse quantos graus está lá fora daria pra ter uma ideia melhor desse tipo de teste que fiz, pois imagino que não dê pra confiar em aplicativos de previsão do tempo, que dizem que está tantos graus pra uma cidade.

                          **********
                          A respeito do gasto eu vou medir de novo, novamente em 23 graus e dessa vez de 00:00 às 09:00 (porque eu pretendo deixar ligado 9h), só pra ver se rola alguma variação. Eu ia medir em 26, mas como 23 já me incomoda então não faz sentido subir, até porque de noite aqui a temperatura sempre fica no máximo 5 graus acima disso. Bem diferente de 16 onde o ar precisava sempre baixar em torno de 10 graus com relação a temperatura lá fora, e sempre operar na capacidade máxima ou perto disso.

                          Se a redução for mesmo de 5 kW diários então são 150 kW a menos na conta.

                          OBS: Pra esses testes que fiz não adianta ficar passando valores em REAIS porque a cada mês a conta de luz muda a tarifa, e varia dependendo da concessionária.

                          E agora tem essa de taxar dessa forma (OBS: o exemplo abaixo é da minha última conta, de 597 kW):

                          https://bit.ly/2xTnm1O

                          Comment


                          • #14
                            termometro com alta precisão custam um rim...existem uns termometros no mercado que são mais baratos menos precisos com 5% de margem de erro mas que já dá uma noção.vai dando o review.
                            Last edited by jairo bertoni; 17/07/19, 17:40.

                            Comment


                            • #15
                              Fiz o último teste e agora sim a conta está batendo. Vejam a conclusão final que irei postar abaixo, que é interessante.

                              https://bit.ly/2XVBimt


                              Vejam que de 00:00 até 09:00 o relógio saiu de 4799 para 4805. Aumento de 6 kW. Isso para o split normal de 9000 BTUs ligado a 23 graus, e a temperatura externa segundo o app era de 25 graus. Antes de chegar nela seguem mais alguns dados:

                              Durante o dia anterior eu medi o quanto o relógio andava:

                              - 08:00 estava em 4789
                              - 13:30 estava em 4791 (+2 kw)

                              - 17:30 estava em 4794 (+ 3 kw)

                              - 21:45 estava em 4797 (+ 3 kw)

                              E de meia-noite esse 4799. Isso quer dizer que de 8 da manhã a meia-noite o consumo foi de 10 kW, contra 8 e 9 dos dias anteriores. Significa que durante 2/3 do dia (8 a 0h) se gasta aqui em casa o equivalente a 300 kW por mês.

                              E se sem o ar ligado de meia-noite até umas 8h o relógio anda mais 4 kW então são 10+4 = 14 x 30 = 420 kW só dos demais equipamentos.

                              >>>>>>>>>>>> Ora, se são 4 sem o ar ligado e 5 com ele ligado a 23 graus e por 8 horas, então significa que apenas 1 kW foi gasto nesse cenário, sendo 30 kW por mês só do ar. Peraí... um ar gastando 30 kW por mês? É um milagre!

                              >>>>>>>>>>>> E se são 4 sem o ar ligado e 6 com ele ligado a 23 graus e por 9 horas, então significa que apenas 2 kW foi gasto nesse cenário, sendo 60 kW por mês só do ar

                              >>>>>>>>>>>> Por fim se são 4 sem o ar ligado e 9 com ele ligado a 16 graus e por 8 horas, então significa que 5 kW foram gastos nesse cenário, sendo 150 kW por mês só do ar.

                              Tudo isso é uma estimativa, mas se todos esses números se confirmarem, então:

                              - Como eu vinha gastando cerca de 9 Kw entre 0 e 8h e por volta de 10 durante o dia isso explica os 600 kW ou mais das contas de luz. Pois 20 ou perto disso vezes 30 = 600 (lembrem- se que as contas aqui sempre tem vindo 600 a 700 kW).

                              <<<<<<<<>>>>>> O que acho bizarro é como o ar mesmo ligado a 16 graus e por 8 horas diárias representaria apenas 26% do consumo total aqui de casa, já que 5 de 19 são 26%.

                              Já o ar ligado a 23 graus e por 8h diárias representaria apenas 6%. E a 23 graus por 9h meros 12.5%.

                              Eu nunca vi um ar-condicionado representar uma fração tão ínfima de uma conta de luz.

                              Vejam que essa matéria diz que:
                              https://noticias.uol.com.br/tecnolog...economizar.htm

                              ----> Ou seja: um ar-condicionado ligado diariamente por quatro horas consumirá cerca de 63% do consumo total da residência considerada padrão pelo governo.

                              Das duas uma, ou esse tipo de reportagem está completamente errada e os caras não sabem o quanto um ar realmente gasta, ou então está rolando a tal fuga de energia/corrente que eu suspeitava.

                              Revejam aquela lista de equipamentos que são usados aqui em casa e raciocinem se faz sentido eles todos gastarem 14 kW por dia. De 8h a 0h já comprovei que o gasto é de 8 a 10. Inclusive posso acrescentar que dessa vez marcou 10 porque no quarto foi ligada uma segunda televisão, de quase 40 polegadas.

                              Carai, são 420 kW por mês só deles! São 300 kW só do horário entre 8h até 0h, em que o ar condicionado sequer é ligado.

                              Será que estou subestimando o consumo aqui em casa ou é isso tudo mesmo? Ah, e nesse dia dos 10 kW entre 8 a 0h a máquina de lavar roupa foi usada.

                              ***********
                              Se o inverter gastar 30% a menos (na pior das hipóteses) então pro uso que pretendo fazer (9h diárias) o ar gastaria ao invés de 2 kW/dia apenas 1.4, logo ao invés de eu gastar 60 kW consumiria 42 kW/mês. A economia seria de 18 kW.

                              >>>>>>>> E nas fotos eu coloquei também imagens da unidade externa, eu teria que pedir pra arrancar o suporte de onde está, porque pelas medidas que verifiquei a unidade externa de um inverter é maior que a desse meu split normal da Samsung, de modo que o inverter ficaria batendo na caixa que está logo acima dele.

                              A respeito dos 23 graus: a troca por um inverter com 102% de certeza compensaria no meu caso só pela perda de capacidade desse meu split, porque em 23 graus o resfriamento do quarto é absurdamente ruim se comparado com 16.

                              Um ar novo sem sombra de dúvida ficaria ótimo até mesmo numa temperatura mais alta que essa.

                              Um outro detalhe também chama atenção nessas fotos: como os parafusos da unidade externa já estão enferrujados. Aqui não é muito distante de praia. Eu já tive até de trocar a serpentina de alumínio para cobre, nesse meu ar.
                              Last edited by Perene; 18/07/19, 10:30.

                              Comment

                              Working...
                              X