Ecoquest lança três novos produtos durante a Febrava

A Ecoquest lança no mercado brasileiro durante a FEBRAVA a terceira geração de produtos para descontaminação do ar de ambientes internos. Cinco vezes mais eficaz que a anterior na eliminação de micro-organismos como fungos, vírus e bactérias, a nova linha teve sua eficiência tecnológica testada e validada pelos laboratórios do FDA (Food and Drug Administration). 

Entre os produtos citados está a linha de descontaminação fotocatalítica por meio da tecnologia IRC (Ionização Radio Catalítica). Usada em sistemas de ar condicionado central é indicada para hospitais, hotéis e edifícios comerciais. “A terceira geração dessa tecnologia consegue eliminar o mesmo número de micro-organismos que a anterior em um tempo cinco vezes menor”, explica Henrique Cury, diretor da Ecoquest e membro do Qualindoor, Departamento Nacional de Qualidade do Ar Interno da ABRAVA (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento).

Outra novidade é a fita mini-led, desenvolvida para descontaminar os sistemas de mini-split, fancoletes, etc, locais onde a luz UV tradicional não atua. É considerada uma das maiores inovações porque possibilitará a popularização da luz UV no Brasil. “Pretendemos massificar o uso da luz UV nas residências brasileiras, o que até agora só tem sido feito na área comercial”, afirma o executivo.

O terceiro lançamento é o sistema de monitoramento contínuo dos parâmetros da qualidade do ar, desenvolvido em conjunto com uma equipe da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Ele faz a aferição precisa dos principais marcadores (partículas, CO2, CO, temperatura e compostos orgânicos voláteis) por um valor bem mais acessível que os concorrentes internacionais.

Mercado – A Ecoquest é parceira da empresa americana Aerus Holding, com quem tem contrato de exclusividade para fornecimento de tecnologias de descontaminação do ar desenvolvidas pela Nasa, a agência espacial americana, e adaptadas para uso comercial. Uma pesquisa encomendada pela Aerus revelou que o mercado brasileiro de descontaminação do ar tem potencial de movimentar US$ 1 bilhão ao ano.

Diante de tanto vigor, as duas empresas traçaram a meta de conquistar 90% do segmento de purificação fotocatalítica, que envolve sistemas de climatização de grande porte no Brasil. “Nosso diferencial tecnológico representa uma grande vantagem sobre nossos concorrentes em todos os segmentos de purificação, inclusive nesse que envolve sistemas de ar condicionado central”, comenta Henrique Cury.

Marca reformulada

Quem comparece à Febrava tem a oportunidade de conhecer a nova identidade da Ecoquest, que acaba de reposicionar sua marca para elevá-la ao mesmo nível de entrega da empresa. A nova marca também busca fortalecer a empresa como provedora de tecnologia e soluções para a qualidade do ar.

A mudança é parte de uma estratégia maior, de aumento de market share. “É hora de aproveitar toda a confiança e credibilidade conquistadas para expandir. Acreditamos que a nova marca realmente passa a mensagem de que nossas soluções são benéficas à qualidade de vida das pessoas”, afirmou Cury.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *