[ x ] Fechar

Pulseira promete “climatizar” seu corpo

  • 23 de outubro de 2013
  • Nenhum Comentário

Quatro estudantes de engenharia do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), dos EUA, desenvolveram uma pulseira termelétrica denominada “Wristify”. O dispositivo emite pulsos de ondas frias ou quentes para ajudar a manter o corpo em uma temperatura confortável. O projeto atualmente é um protótipo, todavia, seus criadores almejam torná-lo comercial com o objetivo principal de reduzir o consumo de energia dos edifícios com ar condicionado.

?Os prédios dos Estados Unidos usam uma quantidade incrível de energia para aquecer e resfriar os ambientes internos. Na realidade, só os aparelhos utilizados para esse fim são responsáveis por 16,5 por cento de todo o consumo de energia primária do país. Queríamos reduzir esse número, mantendo o conforto térmico individual?, disse Sam Shames, um dos inventores da pulseira.

Como funciona
De acordo com o estudo realizado, a pele humana é muito sensível a rápidas alterações de temperatura. Eles descobriram que, mesmo enviando ondas a uma pequena área, elas poderiam afetar todo o corpo.

O protótipo é semelhante a um relógio de pulso. Os sensores utilizados no dispositivo conseguem obter uma taxa de variação de temperatura de até0,4 °Cpor segundo. O projeto foi premiado em um concurso do MIT com US$ 10 mil (cerca de R$ 22 mil), dinheiro que a equipe pretende utilizar para aprimorar o projeto na esperança de comercializá-lo mundialmente em breve.

Desenvolvimentos relacionados com a climatização têm se tornado cada vez mais constantes dentro de universidades. Em 2012, estudantes do curso de Design de Produtos, da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG), haviam criado o Twilight, um ar-condicionado que pode se conectar à internet via wi-fi e usar aplicativos de iPhone, além de reproduz imagens em um painel OLED retrátil.

A pulseira Wristify registra o atual investimento da ciência em sistemas de climatização individual, formato que aos poucos está sendo introduzido em instalações civis.

Texto criado exclusivamente pelo setor de jornalismo do portal
WebArCondicionado. Com informações de PSFK.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *