10. Teste de vazamento

Por: Otto Rezende*

O teste de vazamento deverá ser feito aplicando-se somente nitrogênio. Esta etapa tem a função de verificar a resistência mecânica das soldas, dos tubos, conexões e verificar se o sistema apresenta vazamentos.
– Verifique se as válvulas de serviço dos condensadores estão fechadas e com todos as evaporadoras conectadas a rede frigorigena.
– Aplique nitrogênio na linha de líquido, pela linha de sucção, e na linha de equalização dos condensadores quando dois ou mais forem interligados para garantir que todas as linhas estão sendo testadas.
– Aplique nitrogênio até a pressão de 50 psig e aguarde 10 minutos. Depois, verifique se há queda de pressão no manifold. Caso se verifique queda de pressão, localize o vazamento, elimine e reinicie o processo.
– Eleve a pressão para 200 psig aplicando mais nitrogênio e aguarde mais 10 minutos. Verifique se ainda há queda de pressão. Caso positivo, elimine o vazamento e reinicie o processo.
– Eleve a pressão para 580 psig e anote o valor da pressão e a temperatura ambiente no protocolo de teste. Aguarde 24h e verifique novamente se há queda de pressão. Caso haja queda de pressão, localize o vazamento, elimine e reinicie o processo até ter certeza de que não há mais vazamentos no sistema.

Nota:

O nitrogênio apresenta uma variação de pressão de 1,5 psig para cada 1 graus celcius de diferença de temperatura. Exemplo: se a temperatura ambiente na hora do teste de 580 psig for 35°C e, no outro dia, na hora de verificação a temperatura ambiente for 25°C (35-25)x1, 5= 15 psig a pressão indicada no manifold vai ser de 580-15=565 psig. Neste caso a queda pressão indicada não indica vazamento e sim influência da temperatura ambiente.

Leia aqui todos os posts de Otto Rezende sobre sistemas VRF 

*Otto Rezende é engenheiro eletricista formado pela Universidade de Taubaté (UNITAU-SP) e trabalha com sistemas de ar condicionado VRF.

Contato: ottorezende@ig.com.br