[ x ] Fechar

VRF: solda em tubos de cobre

  • 24 de fevereiro de 2012
  • 5 Comentários

7 – Brasagem ou solda em tubos de cobre*

É obrigatória a execução do processo de solda dos tubos de cobre em atmosfera neutra para que não ocorra a formação de óxido de cobre no interior dos tubos. Para isso, é preciso seguir os procedimentos descritos abaixo:

7.1 – Assegurar a limpeza interna dos tubos de cobre durante todo processo de transporte para obra, a armazenagem, o transporte do local de armazenagem na obra até o local de montagem, mantendo as extremidades tamponadas, abrindo somente no instante de acoplamento através da solda ou por porca e união.

7.2 – Conectar o cilindro de nitrogênio através do regulador de pressão em uma das extremidades, vedando-a de forma que o nitrogênio só possa fluir para outra extremidade que deverá ser mantida aberta.

7.3 – Abrir a válvula do regulador e ajustar a pressão para 3 psi, e aguardar que haja fluxo de nitrogênio na outra extremidade do tubo e expulse o ar de dentro do tubo e assim começar o processo de solda.
Nos tubos de diâmetros maiores deve se colocada uma redução para diâmetro de i/4” na extremidade aberta para garantir que se consiga eliminar todo ar de dentro do tubo e reduzir o consumo de nitrogênio nas instalações.

7.4 – Terminando o processo de solda, mantenha o fluxo de nitrogênio até o tubos de cobre esfriarem, assegurando que não haja formação de óxido de cobre, e , no término dos trabalhos, tampone as extremidades dos tubos que ficaram abertas.

7.5 – A figura abaixo ilustra como deve ser conectado o cilindro de nitrogênio para fazer o processo de solda.

Descrição dos itens da imagem:

2 – Tubo de cobre
3 – Direção do fluxo de nitrogênio
4 – Reduções para acoplar a mangueira e restringir a passagem de nitrogênio, garantindo que o tubo de cobre fique isento de ar internamente e não ocorra formação de óxido de cobre.
5 – Válvula do manifold
6 – Cilindro de nitrogênio com regulador
7 – Bico do maçarico oxi-acetileno executando a solda

Confira outros posts do colunista Otto Rezende

*Otto Rezende é engenheiro eletricista formado pela Universidade de Taubaté (UNITAU-SP) e trabalha com sistemas de ar condicionado VRF.

Contato: ottorezende@ig.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 Ideias sobre "VRF: solda em tubos de cobre"