[ x ] Fechar

VRF: isolamento térmico da tubulação de cobre

  • 29 de fevereiro de 2012
  • 5 Comentários

* Por: Otto Rezende

Entre as funções mais importantes de um isolamento térmico em instalações de ar condicionado estão o controle da condensação e a conservação de energia durante um longo período de tempo. Com o passar do tempo, a umidade pode acumular-se dentro do isolamento provocando aumento na condutividade térmica. Com isso, aumenta as perdas energéticas e baixas temperaturas superficial do isolamento. Quando a temperatura superficial é inferior ao ponto de orvalho do ambiente, acontece a condensação.

O controle da condensação é determinado por dois fatores:

? Baixo valor da condutibilidade térmica do material do isolamento resulta em menor espessura do isolamento, garantindo o mesmo desempenho.

? Alto valor de resistência a difusão do vapor de água, que garante a estabilidade da condutibilidade térmica durante todo o tempo de uso da instalação. Esta combinação evita os riscos de penetração e acumulação da umidade.

Para calcular a espessura do isolamento temos que observar a temperatura, umidade e temperatura de sucção do refrigerante utilizado na instalação e entrar com estes dados no programa fornecido pelos fabricantes de isolamento térmico.

Abaixo segue tabela de um fabricante importante para ajudar na especificação do diâmetro, espessura de isolamento.

Confira outros posts do colunista Otto Rezende

*Otto Rezende é engenheiro eletricista formado pela Universidade de Taubaté (UNITAU-SP) e trabalha com sistemas de ar condicionado VRF.

Contato: ottorezende@ig.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

5 Ideias sobre "VRF: isolamento térmico da tubulação de cobre"

  • Prezado Otto,gostaria de saber onde voce compra esses tubo de cobre com diametro menores que 3/4,n.a espessura de 1/16.
    E gostaria de uma dica sobre na sua opinião sobre o melhor detector de gas refrigerante R410 a, o de diodo aquecido ou inflavermelho.
    Att.Luis Antonio
    Central do Frio
    (22)27294522/(22)98820271

    Campos dos Goytacazes-RJ

  • Daniel,
    Resposta de pergunta 1
    A eficiencia com dois compressores inverter e melhor,mais vai depender muito de cada aplicacao,pois dificilmente vc vai ter um sistema trabalhando com menos de 50% da capacidade,sendo assim com compressor inverter atenderia para reducao a consumo de energia.
    Reposta de pergunta 2
    Nas minhas instalacoes da bitolas menores que 3/4″ usamos tubos flexiveis de parede 1/16 em todo sistema para evitar soldas.
    Reposta da pergunta 3
    Estas valvulas de bloqueio que vc esta dizendo sao antes da evaporadoras?Se for facilita a manutencao,pois nao precisa parar todo o sistema para fazer manutencao em uma evaporadora.Normalmente nas instalacoes ninguem coloca esta valvula de bloqueio para reduzir de custo,so quando o cliente solicita.
    Reposta da pergunta 4
    Utilizando os curvador correto pode susbtituir as curvas tranquilamente e o ideal e usar em conjunto o expansor de tubos para evitar o maximo soldas no sistema.Evitar usar dobrador de mola.

  • Amigo Otto, estou aguardando sua visita em Cuiabá.
    Veja só, estou iniciando a instalações em 2 sistemas aqui , e gostaria de obter uma informação sua.
    1º- Nos sitemas: LG, HITACHI,YORK, TRANE, FUJITSU,DAIKIN são dotados de sistema com 2 compressores DC e AC , e dizem que estes sistemas não apresenta uma eficiencia enérgetica satisfatória em relação ao sistemas TOSHIBA, MITISUBISHI, KOMECO, que são dotados com compressores 100% DC INVERTER´S , dizem que os sistemas 100% são mais caros, e mais econômicos, Isso é verdade?
    2º- Nos Sistemas KOMECO KRV, as linhas Horizontais em cobre(é rigido em barras) até a 1º derivação para a 1 evaporadora, apartir dai, ou dessa 1º derivação só devem ser feitas em tubo rigido, em barras, ou podem ser feitas em panquecas, ou bobinas flexiveis?.
    3º As valvulas de bloqueio, são extremamentes necessarias para uma manuntenção futura, ou são desnecessária pois aumenta os pontos de solda.
    4º- Pose ser substituido as conexões de curvas de 45º ou 90º pelo curvadores sem riscos de estrangular as linhas?

    Att. Daniel Cunha-
    ENGESERTI- CUIABÁ-MT
    065-9224-6700

  • Boa tarde Sr Otto, estou contente por encontrar um técnico com conhecimento em sistema VRF, isso é muito dificil no meio.
    Sr. Otto tenho uma dúvida quando a um acessório do sistema, a MIDEA usa refinetes, a Mitsubishi usa ‘T’, a LG usa refinetes, eu gostaria de saber qual a diferença do suso de refinetes que tem um custo altissimo para o ‘T’ que tem um custo menor?
    Sr. Otto outra dúvida é referente ao cabo Shieldado, muitos pedem para passar ele dentro de um conduite e outros dizem que não tem necessidade ele pode ir junto com a tubulação preso com fita na mesma, dai eu pergunto se ele já é Shieldado teria mesmo que ir isolado dentro de um conduite?

    Certo de sua ajuda

    Muito obrigado

    Anderson Biruel Silvino
    (11) 9253-8350

    • Caro Anderson

      Se você observar o desenho do refinet e do T,vai perceber que a perda de carga no refinete é menor que no T,com isso você consegue reduzir os diâmetros dos tubos, ter melhor rendimento nos equipamentos e menor consumo de energia.
      O sistema VRF foi desenvolvido para simplicar as instalações de ar condicionado e não tem problema algum passar os cabos shieldados junto com as tubulações,inclusive os próprios fabricantes colocam este
      detalhes nos manuais de instalação.
      Logicamente em sistemas instalados em ambientes industriais o cliente vai exigir que os cabos sejam instalados em eletrodutos.
      Espero que minha resposta tenha atendido suas expectativas.

      Grato
      Otto