[ x ] Fechar

Unicamp adere às medidas do Protocolo de Montreal

  • 18 de junho de 2015
  • Nenhum Comentário

A questão da substituição dos fluidos refrigerantes HCFCs ou hidroclorofluorcarbonos, como estabelece o Protocolo de Montreal, não tem se sido uma preocupação apenas da iniciativa privada.

Movimentando cada vez mais a cadeia usuária da refrigeração em todo o mundo, a medida chegou até a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que deu o primeiro passo para eliminar esses compostos de seu sistema de condicionamento de ar ao substituir o fluido refrigerante HCFC-22 ou R-22, contido em um condicionador de ar de 12.000 BTUs, pelo produto ambientalmente aceito ISCEON® MO99 (R-438A), da DuPont Refrigerantes. Essa operação técnica é conhecida como Retrofit, como já abordamos aqui.

O fluido refrigerante ISCEON® MO99 é tido por especialistas como substituto ideal do R-22. Além do bom rendimento que comprovadamente proporciona aos equipamentos, apresenta GWP – potencial de aquecimento global – menor em comparação a outros HFCs. Seu GWP é 42% menor em relação ao R-404A, por exemplo, largamente utilizado na indústria.

Vantagem no Brasil
A boa notícia é que o Brasil hoje está preparado para atender aos prazos estabelecidos pelo Protocolo. No caso dos fluidos refrigerantes, por exemplo, já há diversas alternativas disponíveis no mercado, entre elas os HFCs, que apresentam características semelhantes aos HCFCs.

Na Unicamp, além do primeiro Retrofit realizado com ISCEON® MO99, uma equipe interna formada por técnicos em refrigeração recebeu treinamento para adequar um conjunto de até 14.000 condicionadores de ar futuramente.

Por determinação do Protocolo de Montreal, os HCFCs, como o R-22, terão sua importação reduzida até a sua erradicação, prevista para ocorrer no Brasil em 2040.

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações de DuPont.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *