[ x ] Fechar

Tomada inteligente promete controlar os gastos de energia com ar-condicionado

  • 26 de abril de 2017
  • Nenhum Comentário

Já pensou ter o ar-condicionado ligado em uma tomada inteligente que ajuda a controlar o consumo de energia? Pois ela já existe. Pesquisadores do Manaus Instituto de Tecnologia (MIT) desenvolveram o protótipo do produto no final do ano passado e ele já está em fase de testes, para em breve ser comercializado no Brasil.

A “tomada inteligente” promete monitorar os custos de energia elétrica do ar-condicionado assim como de outros equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos em tempo real.

“Este é um projeto com viés social porque pretende diminuir o consumo de energia do cliente final. Atualmente, a taxa de energia elétrica está mais cara, então nós tendemos a gastar mais e, no final do mês, não conseguimos pagar por esse consumo. A tomada inteligente vai monitorar o consumo diário do consumidor fazendo com que ele limite o gasto para pagar as contas ao final do mês”, disse Marivan Gomes, o coordenador do projeto.

A equipe de pesquisadores está em contato com empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) para conseguir incentivo e implantar o projeto.

Acadêmicos também estão participando do projeto

“Hoje em dia, tudo é eletrônico. Então é um projeto muito bom para sociedade como forma de ajudar o consumidor a gastar menos a partir do monitoramento de gastos de energia elétrica. Com a tomada conectada ao aplicativo, o consumidor saberá qual o equipamento utiliza mais energia elétrica e, assim, poderá gerenciar esse consumo no dia a dia”, disse o estudante de engenharia Jonhy Cavalcante.

Sobre o MIT

O Manaus Instituto de Tecnologia (MIT) é um centro de pesquisa do Amazonas, onde pesquisadores de diversas instituições de ensino do Estado trabalham com o objetivo de promover o desenvolvimento científico, tecnológico, ambiental e social do estado.

É uma entidade de direito privado e sem fins lucrativos, que conta com o apoio de instituições públicas e privadas, além de parcerias de centros de pesquisa de outros países.

Redação do Portal WebArCondicionado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *