[ x ] Fechar

Tecnologia BIM é aposta na construção civil

  • 15 de janeiro de 2016
  • Nenhum Comentário

Para se manter estável em um mercado cada vez mais competitivo, algumas empresas buscam ter o melhor desempenho possível para se sair bem nos negócios. Você já ouviu falar na tecnologia BIM?

A sigla vem do inglês (Building Information Modeling), que significa Modelagem da Informação da Construção. Explicando melhor, o BIM é um conjunto de informações geradas e mantidas durante todo o ciclo de vida de um edifício, sendo um modelo computacional desenvolvido em softwares voltados para a construção civil, composto por vários outros modelos específicos de arquitetura, estruturas, planejamento e custos.

Podendo se tornar um modelo integrado em uma única plataforma, a tecnologia vem ganhando destaque no mercado com o desenvolvimento de projetos 3D. Um exemplo dessa tendência foi o trabalho realizado pela empresa Climatizar Engenharia Térmica e Automação, em Belo Horizonte. Nesse serviço, realizado no ano passado, foi utilizado um projeto de retrofit da CAG (central de água gelada) do Shopping Cidade, onde o BIM deu a visualização total da situação existente e da viabilidade das etapas propostas, desde o início até a conclusão final da obra.

“Como se tratava de uma reforma, seria muito difícil projetar apenas com os dados constantes nos desenhos de plantas e cortes. Precisávamos aproveitar algumas tubulações. Foi preciso fazer derivações em locais estratégicos, por isso este grande ganho. Ficou fácil visualizar as soluções”, lembra Francisco Pimenta, diretor da Climatizar e da Associação Brasileira de Engenharia de Sistemas prediais (Abrasip-MG), e engenheiro mecânico.

Vantagem dupla
Outro benefício é que essa tecnologia permite o cliente entender com mais facilidade e precisão o que será feito em sua obra, mesmo sem ter um conhecimento aprofundado em projeto ou em BIM, justamente por utilizar imagens em 3D. Além disso, pode-se minimizar as perdas com retrabalhos nas obras e encurtar seu tempo de execução.

Isso representa uma grande evolução também para as empresas, que até então projetavam em 2D e agora estão se adaptando ao novo modelo. Assim o benefício seria a maior eficiência na compatibilização entre as diversas áreas que compõem um projeto de engenharia e arquitetura, além de uma melhor qualidade nos serviços e até mesmo na confiabilidade da solução proposta.

“O que nos levou a usá-lo foi a facilidade que ele tem para trabalhar com Sistemas Prediais em geral e no caso específico de Ar Condicionado e Ventilação Mecânica”, conta Pimenta, que aposta no crescimento da utilização do BIM entre as empresas.

Será mesmo que a tecnologia irá se consolidar com mais forças no Brasil? Acompanhe nosso Portal e fique por dentro!

Redação do Portal WebArCondicionado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *