[ x ] Fechar

Sistema retrofit em aparelhos split

  • 26 de julho de 2013
  • 31 Comentários

recicle

*Atualizado em 05/07/2017

Já comentamos no blog sobre o sistema retrofit em construções. Porém o que muitos desconhecem é que esta prática também pode ser feita especificamente em aparelhos de ar-condicionado que precisam se atualizar. A prática está voltada diretamente para o tipo de fluido refrigerante usado.

Estamos falando do sistema retrofit para aparelhos split que nada mais é do que a ?reciclagem? da unidade resfriadora que não possui mais condições de se manter trabalhando. O sistema também é realizado por empresas que buscam atender as legislações vigentes ou que queiram reduzir custos de manutenção e energia. Esta prática visa substituir o antigo fluido refrigerante por um menos nocivo a sua saúde e a do meio ambiente. Ou seja, passar do gás R22 para o R410a ou R407C, por exemplo. Este procedimento está sendo adotado por muitas empresas a fim de atender a substituição dos fluidos e padronizar sistemas se ajustando ao Protocolo de Montreal.

O R22 é o gás mais comum dentre os eletrodomésticos. Além de estar presente no ar-condicionado você também o encontra em geladeiras industriais e freezeres de açougues, pois possui um alto índice refrigerante. Porém, ele emite CFC (clorofluorcarbonos), substância à base de cloro. Já o R410A e o R407C liberam menos poluentes no ar, causando poucos danos à camada de ozônio, sendo conhecidos como gases ecológicos. O que muita gente não sabe é que hoje já é possível fazer a mudança de gases do seu antigo aparelho refrigerante, substituindo um fluido CFC ou HCFCS, por misturas a base de HCFCS ou HFCS.

Observação: Não é possível simplesmente tirar um tipo de fluido e colocar outro. Leia mais aqui.

Mudança da unidade líquida resfriadora

Mudança do gásAntes de qualquer coisa, é importante que haja verificação se aquele aparelho necessita que se faça essa conversão. Não se trata de qualquer mudança. Existe uma idade padrão para seja realizado o retrofit simplesmente por uma questão ambiental. Geralmente os aparelhos possuem uma vida útil de 20 anos. Porém, de acordo com especialistas, uma máquina com mais de 10 anos não tem as devidas recomendações de retrofiação de gás. Isso acontece por que os trocadores de temperatura já estão muito usados e desgastados e se ocorrer apenas a troca do fluido refrigerante, em pouco tempo, na máximo dois anos, poderá haver escapamento de gás. Aparelhos com 20 anos ou mais não podem passar pelo processo pois não terão a mínima chance de ocorrer com perfeição. Neste caso recomenda-se fazer a troca de ar-condicionado.

Como funciona o processo

Antes de começar com o processo, esteja acompanhado de um técnico profissional no assunto, consulte o SAC do fabricante do seu equipamento.

Verificar qual fluido refrigerante se trata. Alguns gases não são possíveis de serem trocados, pois apresentam riscos de flamabilidade. Por exemplo: a substituição de CFC 12 por HFC134a não causaram problemas pois o HFC134a não é um gás inflamável ou tóxico.
Recolher o fluido refrigerante.
Alguns aparelhos não possuem a necessidade da substituição do filtro secador e o óleo compressor. Se tiver que ser trocado, que assim o faça.
Realizar vácuo no sistema e comparar o rendimento.
Fazer o carregamento do novo fluído no aparelho.
Por fim, verifique se o sistema está com o tipo de fluído refrigerante e óleo lubrificante está funcionando.

A escolha do refrigerante alternativo é um passo importante no momento da decisão da troca de fluídos. Observa-se quanto a temperatura da evaporação, tipo de compressor, custo da ?mão de obra?, compatibilidade dos gases, filtro secador e isolamento elétrico do motor. Além de se assegurar quanto aspectos em relação às características físico-químicas e toxicológicas de determinadas substâncias.

Texto criado exclusivamente pelo setor de jornalismo do portal
WebArCondicionado.

Deixe uma resposta para admin Cancelar resposta

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

31 Ideias sobre "Sistema retrofit em aparelhos split"

  • Boa noite: Na minha opinião o Rio de Janeiro está muito esquecido em relação a todo tipo de treinamento, se realmente querem fazer acontecer , vamos dar um devido apoio aos técnicos e mecânicos que aqui estão.

    • Olá Sérgio,

      nos dias 16 e 17 de agosto o Encontro Tecnológico de Refrigeração e Ar Condicionado será realizado no Rio. Semana que vem postaremos mais informações, mas você já pode olhar la no site do evento, é gratuito.

      Obrigado pelo contato.

  • Caramba nem lembrava desta foto acima,tirada no grupo Gerdau por volta de 2008,treinamento da Dupont pro grupo Gerdau referente ao gás isceon.
    Foram todos r22 substituídos pelo isceon-59.na época, ( sou o de capacete vermelho).

    • Olá Robson,

      se você quer substituir o gás R22 pelo R410, é possível através do retrofit, conforme explica o texto acima.Se você quer trocar o compressor do aparelho precisa ver com um profissional do setor como funciona, pois não encontramos essa informação. Participe do Fórum do Ar Condicionado e compartilhe suas dúvidas com profissionais técnicos.

      Obrigado pelo contato.

    • Olá Nerci,

      segundo o fabricante pode sim fazer o retrofit, ele é compatível. Veja o que ele diz: “Potencial de aquecimento global (GWP), 46% inferior ao R-404. Eficiência energética similar a do gás R-22; Capacidade de refrigeração similar ao R-22; Permite continuar o uso de equipamentos projetados para HCFC’s; Economia de até 5% de carga do gás refrigerante; Temperatura de descarga do compressor abaixo do R-22, prolongando a vida útil do compressor”.

      Obrigado pelo contato.

  • Da forma como está escrito o artigo dá a entender que o retrofit pode ser feito usando o R407 e o R410 em substituição ao R-22, sendo um grande equívoco!

  • Pingback: Retrofit | Climatização Lumertz
  • Pingback: O que fazer com o ar-condicionado velho | Eletroar Ar Condicionado
  • Oi gente fiz um retrofit de R 22 para Iceon M 099 em um split da Carrier de 12000 btu e observei que a corrente esta subindo acima de nominal será que é o filtro tela entupido?

  • Pingback: Econtinental - Muito Mais que Climatização
  • Boa noite.

    Pedimos sua ajuda quanto a um problema ocorrido em um conjunto Split piso teto Carrier 60.000 btu”s, cujo motor do ventilador da unidade condensadora entra em funcionamento normal, porém após alguns minutos para de funcionar, mantendo o compressor e a unidade evaporadora em funcionamento.
    A Carrier alega que o problema está no motor do ventilador. Dois motores já foram substituídos e o problema persiste.
    Gostaríamos de receber paracer técnico dos senhores.

    At.

    Nova Vida Split Air.
    Paulo Giglio

    • Sr. Paulo já verificou se o capacitor do motoventilador é compatível com o motor pois se o mesmo for com capacidade um pouco maior ocorre de motor super aquecer e parar, também verificar se quando o motoventilador parar acompanhar a leitura de energia da saida da placa eletrônica que alimenta o ventilador confirmando assim o fornecimento de energia para o motor.Outra opção é testar somente o motoventilador separadamente por alguns minutos e ver se o mesmo vai parar de funcionar. Espero ter ajudado de alguma forma. Abraços: Wiliam Santos (CONFORT TERM AR CONDICIONADO)

      • também sou técnico de refrigeração e concordo claramente com a resposta que foi dada.
        Você deve testar o motor diretamente sem actuaçao da placa electronica que vai comandar através de rele o motorventilador e uma vez que já substituíram 2 motores a avaria tem de ser no capacitador ou na placa electronica embora nesse caso a chave contactora pode dar contacto para esse motor. dependendo do esquema electrico desse equipamento.