[ x ] Fechar

Sistema controla a temperatura de bancos de sangue e frigoríficos de forma automatizada

  • 14 de fevereiro de 2017
  • Nenhum Comentário

Uma startup de Florianópolis/SC desenvolveu um sistema que promete manter a temperatura estabilizada em bancos de sangue e frigoríficos, evitando perdas de material e aumentando a produtividade dos equipamentos. O serviço criado pela Sensorweb supervisiona as máquinas na nuvem.

Leia mais: Cadeia do Frio de vacinas: o papel da refrigeração na imunização mundial

A solução foi idealizada por Douglas Pesavento e Victor Rocha Pusch, ambos Engenheiros e cofundadores da startup. Eles perceberam que a área da saúde tem um grande potencial, pois mais de 90% dos hospitais e laboratórios não têm um sistema de controle de temperatura automatizado.

Como funciona o sistema

O sistema utiliza a transmissão de dados de maneira simples, através de sensores instalados nos equipamentos que captam os dados da temperatura do ambiente e enviam para a central hospedada na nuvem. Na web os dados são arquivados e disponibilizados em um painel de informações acessível no computador e no aplicativo da empresa.

Em caso de grande oscilação de temperatura o sistema avisa o cliente através de mensagem no celular, no próprio aplicativo ou em computadores.

Sobre a Sensorweb

Fundada em julho de 2009 e incubada pelo MIDI Tecnológico de Florianópolis, a Sensorweb foi vencedora do prêmio da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) de melhor empresa incubada em 2016.

O primeiro contrato foi fechado com o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo. E em 2016 a Sensorweb teve um crescimento de mais de 50%.

Redação do Portal WebArCondicionado, com informações do DCI..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *