[ x ] Fechar

Refrigeração ajuda a preservar peças de arte do Vaticano

  • 04 de fevereiro de 2015
  • Nenhum Comentário

Entre os destinos muito visitados no mundo, o Vaticano recebe até 20 mil turistas por dia. O resultado disso é uma desagradável mistura de poeira, suor e dióxido de carbono que acabam na superfície das pinturas e pode prejudicá-las ao longo do tempo.

Buscando soluções, no início deste ano a cidade murada dentro do enclave de Roma se juntou com Carrier Corp para instalar unidades de HVAC na Capela Sistina, na tentativa de preservar corretamente as obras de Michelangelo (lembrando que a ventilação e o aquecimento adequados são imprescindíveis na preservação das obras de arte).

“Nossa marca é orgulhosa de ter desempenhado o papel de ajudar a proteger as peças valiosas do Vaticano”, disse Rajan Komarasu, diretor do grupo Concepcion Building & Industrial Solutions, responsável pelo sistema instalado. Desenvolvido em conjunto por especialistas do museu e pela Carrier, o projeto implantado regula a umidade e a temperatura para ajudar a preservar algumas das obras de arte mais famosas da história.

Histórico
A Carrier já havia produzido o primeiro sistema de ar condicionado da Capela Sistina, em 1993. Na época, o sistema HVAC utilizado tinha capacidade para acomodar uma carga máxima de 700 visitantes. Ao longo das duas últimas décadas, no entanto, o tráfego de pedestres na famosa capela tem aumentado significativamente, com visitas que proporcionaram um aumento de 300% desde 1980.

O novo sistema
Para lidar com essas mudanças, a Carrier utilizou dessa vez dois Chillers modelo AquaForce 30XWV, que permitem o controle da temperatura ideal e evita flutuações climáticas no processo. Eles também vem com as tecnologias de filtragem de ar, que impedem a proliferação de vírus e bactérias.

Redação do Portal WebArCondicionado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *