[ x ] Fechar

Projeto universitário reduz variação térmica em residências de madeira

  • 21 de agosto de 2012
  • 1 Comentário

Projeto com embalagens de leite

Os estudantes universitários da Feevale de Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, desenvolveram uma técnica que auxilia famílias carentes em temperaturas extremas. O projeto dos alunos do curso de Arquitetura & Urbanismo utiliza placas feitas de caixas de leite para revestir casas de madeira, diminuindo a variação térmica do ambiente.

Em testes realizados com famílias voluntárias, o material, quando aplicado no forro das casas de madeira, reduz a temperatura do ambiente em até 5%, nos dias quentes. Já no inverno, as embalagens longa vida vedam as frestas dos domicílios, atenuando os efeitos do frio que é rigoroso na região. Por enquanto o projeto, batizado de ?Mãos à Obra?, está em andamento no bairro Diehl da cidade de Novo Hamburgo.Projeto Mão à Obra

A universidade reuniu mais de 2,5 mil caixinhas de leite através de uma campanha. Atualmente, metade destas embalagens já foi transformada em placas e utilizada na ação. Segundo a professora coordenadora, o objetivo é tornar a vida das famílias carentes mais agradável. Durante a aplicação, os alunos também ensinam os moradores a fazer o procedimento.

A prioridade inicial do alunos é revestir os quartos. Aplicar em toda a residência demanda muito tempo e diminuiria o número de casas beneficiadas com o projeto. Até então doze casas já estão revestidas com as placas e a tendência é que o número aumente ao longo do ano.

Fonte: Zero Hora Online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uma Ideia sobre "Projeto universitário reduz variação térmica em residências de madeira"

  • Muito boa essa iniciativa, melhor seria se fosse divulgada a forma de realizar o projeto para que todos os que necessitam disso pudessem eles mesmos fazer.