[ x ] Fechar

Poema: Ar-Condicionado

  • 21 de fevereiro de 2013
  • 2 Comentários

Poema Ar Condicionado Hoje decidimos inserir um pouco de poesia em nosso portal.
Este poema é da página Praga de Poeta e tem autoria de Victor Rodrigues.

Ar-Condicionado

o céu acordando
os pássaros cantando
e você aí deitado

o Sol já nascendo
o solo se aquecendo
e você aí gelado

o mundo te sorrindo
o dia tão lindo
e você aí trancado

o ônibus passou
o almoço já esfriou
e você está atrasado

a criança já cresceu
o amor já te esqueceu
e você aí calado

a lua já saiu
a chuva já caiu
e você nem tá molhado

as tardes te deixaram
as noites te chamaram
e você nem viu recado

os anos se passaram
estações já mudaram
e você aí parado

a vida já se foi
a sua foi depois
e você desavisado

e você aí perdido
no seu tempo programado
você aí
escondido
no seu ar condicionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

2 Ideias sobre "Poema: Ar-Condicionado"