[ x ] Fechar

Paquistão utiliza medidas extremas para reduzir consumo elétrico

  • 22 de maio de 2013
  • Nenhum Comentário

O governo do Paquistão tomou medidas drásticas para contornar seus problemas financeiros diante do consumo de eletricidade. A lei agora é de “quanto menos roupa melhor” por conta da falta de energia elétrica que assola o país situado na Ásia.

Paquistão utiliza medidas extremas As reduções vão começar dentro do armário dos trabalhadores. Para quem vai ao serviço, favor não utilizar meias nos pés. O recomendado para isso é ir ao batente de sandálias mesmo, ou também de mocassins. Tudo isso por um simples motivo: o desligamento do ar condicionado. Por mais que as temperaturas do local cheguem aos 40 graus, com facilidade, no verão, os aparelhos que mantém o clima refrigerado terão que ser deixados de lado por conta da crise energética. Em alguns locais o apagão chega a ter 20 horas diárias. Isso, além de ser um desconforto para o povo asiático, está prejudicando as indústrias do local com o aumento do desemprego.

Essa medida inusitada não pegou apenas o pessoal do Paquistão. No Japão, com a chegada do verão no Hemisfério Norte, os servidores e parlamentares estão dispensados de utilizar na sua vestimenta gravatas e paletós.

Paquistão utiliza medidas extremas

Com muito calor e não podendo utilizar do serviço de refrigeração, os paquistaneses fazem protestos contra a decisão do governo. Porém, mais medidas estão sendo tomadas para maior redução do consumo de energia. A ideia é aumentar o preço do gás e da eletricidade para que seja reduzido o uso dos mesmos em casas e indústrias.

Texto criado exclusivamente pelo setor de jornalismo do portal
WebArCondicionado. Com informações de Yahoo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *