[ x ] Fechar

ONU cria painel para solucionar desafios de resfriamento do mundo

  • 04 de outubro de 2017
  • Nenhum Comentário

seforall-painel-onu

A Energia Sustentável para Todos (SEforALL) anunciou recentemente um novo painel global durante a Assembleia Geral das Nações Unidas e a Semana do Clima de Nova York. A iniciativa foi tomada após a Comissão Econômica da União Europeia ter estimado que, até 2050, a população mundial alcance cerca de nove bilhões, com 70% das pessoas vivendo em cidades. Isso equivale a adicionar 235 cidades do tamanho de Paris!

Mas o que isso tem a ver com ar-condicionado? Tudo: combinando esses índices ao crescente aumento global das temperaturas, o resultado será um boom na demanda de equipamentos de resfriamento, como os condicionadores de ar e refrigeradores. “Se a demanda de energia não for gerenciada por meio de tecnologias super eficientes ou fontes limpas, causarão novos impactos nas mudanças climáticas e aumento de emissões”, explica Rachel Kyte, diretora executiva da SEforALL. “O trabalho do Painel Global, portanto, será fundamental para desenvolver as evidências que precisamos para compreender os desafios e as oportunidades de fornecer acesso ao resfriamento para todos”, completa Rachel, que atuará como secretária do painel.

Leia também: Estudo revela novas tendências sobre a demanda de ar-condicionado e emissões de gases

co2-ar-condicionadoPara você ter uma ideia, atualmente os sistemas de ar condicionado e de refrigeração causam 10% das emissões globais de CO2, ou seja, três vezes as emissões totais atribuídas à aviação e à embarcação, por exemplo. Apesar desse número elevado, estima-se ainda que 1 bilhão de pessoas não tenha acesso ao resfriamento. Assim, para estimular a ação e a liderança no aumento do acesso a soluções sustentáveis de resfriamento, a Energia Sustentável para Todos (SEforALL) lançou a iniciativa junto ao Painel Global.

Danfoss é nomeada novo membro do painel da ONU

Entre as empresas que participam da ação para aumentar o acesso a soluções de resfriamento sustentáveis em todo o mundo está a Danfoss. A fabricante é a única empresa industrial no painel e será representada por Jürgen Fischer, presidente da Danfoss Cooling.

“O resfriamento tem uma influência poderosa em nossa vida e saúde; é o que mantém nossa comida fresca e segura para consumir, ajuda a disponibilizar vacinas em todo o mundo e mantém nossas casas e escritórios confortáveis”, justifica Fischer, continuando: “Precisamos dar um passo adiante, fornecendo o resfriamento de uma maneira sustentável e que aborde ao mesmo tempo o aquecimento global. Esperamos contribuir com nosso conhecimento profundo neste campo, ajudando a acelerar a implementação de soluções energeticamente eficientes e limpas”.

O trabalho no Painel Global de Resfriamento para Todos será em conjunto com outros líderes de alto nível nos segmentos de negócios, político e acadêmico. A presidente Hilda Heine, das Ilhas Marshall, e o Dr. Vicent Biruta, Ministro dos Recursos Naturais da República de Ruanda, serão os dois co-presidentes do painel.

Relatório será encaminhado pelo painel

Para efetivar a proposta em pauta na ONU, um relatório abrangente será desenvolvido pelo painel, sugerindo recomendações e evidências sobre como acelerar a aceitação de soluções que promovam acesso sustentável ao resfriamento em todo o mundo. O documento deverá ser publicado em 2018.

Cabe informar ainda que o trabalho do painel criará pela primeira vez uma convergência direta entre três acordos internacionais: o Acordo de Paris, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a Emenda Kigali do Protocolo de Montreal – que é um dos principais objetivos da emenda limitar o consumo e produção HFCs, fluidos famosos por contribuírem com o efeito estufa.

Redação do Portal WebArCondicionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *