Atualizado em 08/01/13

Todos os ônibus do Rio de Janeiro terão ar-condicionado

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, informou ontem, 17, uma série de alterações para a frota de ônibus do município. Entre as mudanças do projeto Rio Ônibus, está a instalação de condicionadores de ar e rebaixamento do forro de todos os veículos.

Segundo o prefeito, o pacote de alterações acabará com a diferença de tarifas entre os “quentões” e “frescões”, expressões usadas pelos populares para diferenciar as conduções com e sem climatização. Atualmente o valor das passagens da cidade maravilhosa varia entre R$ 2,85 e R$ 5,40.

Para sair do papel, tarifa será aumentada
De acordo com a Prefeitura, o objetivo de que 100% da frota de ônibus urbanos contem com ar-condicionado segue válido. Mas, para cumprir, requer investimento, e o resultado disso é um só: aumento da passagem.

Conforme a Rio-Ônibus, no contrato de prestação de concessão, assinado em 2010, não previa a renovação da frota por veículos com ar.

Devido às manifestações de rua em 2013, o prefeito Eduardo Paes submeteu o assunto ao Tribunal de Contas do município. O relatório produzido pelo TCM deve ser votado até o fim de janeiro.

Hoje, a frota carioca tem 8.788 carros, mas somente 1.654 contam com ar condicionado. A expectativa inicial era que o “geladões” fossem implantados progressivamente até 2016.

Leia também:
Ônibus da Polícia Civil tem ar-condicionado adaptado

Xangai cria ar-condicionado com cobre para reduzir contaminações em ônibus

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações de O Dia online.