[ x ] Fechar

O poder do ar-condicionado: livro conta como o aparelho ajudou a eleger um presidente

  • 25 de janeiro de 2017
  • Nenhum Comentário

Já falamos aqui no WebAr sobre a história do nosso amigo ar-condicionado e seu impacto na sociedade, mas talvez poucas pessoas saibam sobre um detalhe que mudou a história dos Estados Unidos, contando com a participação do aparelho.

“É uma das minhas histórias favoritas”, diz Steven Johnson, autor do famoso livro How We Got To Now (“Como chegamos até aqui”, versão em Português/BR), que conta como seis inovações tecnológicas remodelaram a história de maneiras inesperadas. Dentre elas, é claro, está o ar-condicionado. “Ela foi uma das primeiras histórias, servindo como semente de todo esse projeto”, conta o escritor, que posteriormente foi convidado pela BBC para apresentar sua obra através de um programa de TV.

Na parte em que trata sobre a invenção de Willis Carrier, Johnson traz um panorama sobre o surgimento do aparelho para suprir as necessidades de uma fábrica, que sofria com a alta umidade em suas impressões por causa das temperaturas elevadas na região. Mas como isso pode ter impactado tanto o País a ponto de levar um candidato à presidência?

Mudanças que transformaram o País
Com a eficiência da refrigeração aplicada a esse caso, novos desumidificadores e aparelhos de ar condicionado ganharam impulso para serem desenvolvidos, possibilitando às pessoas um ambiente agradável em meio ao calor sufocante. No Sul e Sudoeste dos Estados Unidos o ar-condicionado acabou sendo visto como um recurso ainda mais importante, considerando que são as regiões que registraram as maiores temperaturas do País.

“De repente, isso desencadeou uma extraordinária migração das pessoas, ocasionando mudanças nos centros de população que foram visíveis do espaço graças aos condicionadores de ar”, explica o autor, após estudar e pesquisar sobre o assunto.

E, claro, aonde as pessoas vão, o mesmo acontece com os votos. Com o tempo, ouve uma grande transferência de votos dos colégios eleitorais do Norte: “Assim mais aposentados conservadores moveram-se para o Sul por causa do ar-condicionado”.

Leia também: Norte-americanos x Europeus: uma visão diferente sobre ar-condicionado

E é aí que entra a eleição de Ronald Reagan, presidente dos Estados Unidos em 1980 a partir de um grande bloco de votos inesperado. A mudança no mapa político foi construída a partir de uma nova parcela de população na região que não existia 40 anos antes. “Parece louco pensar como um cara que tentou evitar as manchas em papéis acabou ajudando a eleger Ronald Reagan”, diz ele, referindo-se a Carrier.

Assista ao vídeo, em inglês, do autor sobre esse capítulo do livro:

Mais uma história interessante do aparelho que torna nossa vida mais confortável.

Redação do Portal WebArCondicionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *