onibus quenteSeja ônibus intermunicipais ou transportes públicos, a presença do ar-condicionado dentro desses automóveis é indispensável. Não só pelo fato de deixar o ambiente geladinho, mas também de renovar o ar e não fazer a sua pressão baixar quando se está apertado, em pé e sem poder se locomover dentro de uma condução lotada.

A maioria das frotas que correm pelo país não possui o aparelho. Estima-se que, aproximadamente 8 mil ônibus, produzidos anualmente, possuem climatização. Os demais ainda estão pelas ruas deixando os passageiros propícios a desconforto diante do calor.

Ônibus intermunicipais

onibus intermunicipalEstes são os transportes que utilizamos para fazer viagens de uma cidade para a outra. Por serem mais fechados e levar os mesmos passageiros por mais tempo dentro do ambiente, eles necessitam manter um cuidado especial. Poltronas confortáveis, banheiros limpos disponíveis, água fresca no frigobar e, obviamente, um ar climatizado de qualidade. Para este carro, é recomendado é o Aerosphere 300 e 350 de 120.000 BTUS/h.

Esse tipo de aparelho é especial para meios de transporte. Utiliza do gás refrigerante R134 a. Os sistemas garantem uma alta capacidade de resfriamento com baixo nível de ruído. O equipamento possui importantes opções como: ventiladores eletrônicos (sem escovas) com vida longa de duração, sistemas de renovação de ar e de aquecimento integrado ao ar condicionado e filtros que mantém a renovação e qualidade do ar por mais tempo dentro do ônibus. Esses filtros reduzem a frequência de limpeza do aparelho. A sua instalação pode ser feita em qualquer local do teto do transporte e em variadas posições, assim é permitido colocá-lo em diversos tipos de carrocerias.

Transporte público

onibus lotado

Responsáveis por levar o trabalhador todos os dias ao seu serviço e alvo de protestos a cada aumento de sua passagem, esse veículo é constantemente visto sem ter um aparelho de ar condicionado instalado em seu interior. A refrigeração utilizada em dias de calor são as janelas bem abertas. Porém, as frotas novas que andam pelas ruas já possuem esse tipo de conforto ao seu passageiro. Os ônibus urbanos que oferecem essa comodidade aos usuários, geralmente usam o modelo LD8-i da Denso.

Esse aparelho pode atender tanto o transporte público quanto o intermunicipal.  Sua eficiência é bastante alta, pois mantém o clima sempre constante a partir do momento que um ônibus, que percorre a cidade, abre a porta várias vezes por dia deixando escapar o ar gelado. Além disso, os coletivos utilizam de cortinas de ar para aumentar a eficiência do equipamento. O passageiro que embarca num carro refrigerado tem menos desgaste.

Além do conforto, a operação do equipamento aliada à manutenção freqüente à higienização do ar e limpeza dos dutos minimiza o risco de doenças respiratórias. Locais fechados, como o próprio ônibus é o principal local de proliferação de bactérias. E elas ficam ainda mais vivas se os cuidados com a climatização não estejam em ordem.

Frotistas e manutenção preventiva

Algumas empresas, a fim de ganhar a confiança dos passageiros, investem em conforto para seus clientes. E isso está ligado diretamente à climatização. Para melhor utilização do aparelho, frotistas contam com aulas e treinamentos constantes oferecidos pelos fabricantes. Em Caxias do Sul, localizado no estado do Rio Grande do Sul, a empresa Spheros disponibiliza cursos operacionais e de manutenção preventiva e corretivaem seu Centrode Treinamento. Já a Denso dispõe de uma unidadeem São Pauloonde são dadas aulas para frotistas e técnicos das redes autorizadas. A Thermo King, tambémem São Paulo, oferece um programa de treinamento de operação de ar condicionado para motoristas e outro curso especializado para equipe de garagem

Abaixo, alguns vídeos que ensinam a ter cuidados com a higienização dos aparelhos instalados em ônibus.



Texto criado exclusivamente pelo setor de jornalismo do portal
WebArCondicionado.