[ x ] Fechar

Nos EUA, Chillers são utilizados para cultivar Cannabis

  • 20 de junho de 2017
  • Nenhum Comentário

A Tecogen, fabricante de Chillers, fornecerá dois equipamentos movidos a gás natural para uma produtora de cannabis em Massachusetts, nos Estados Unidos. O objetivo é reduzir o consumo de energia da plantação, assim como outras empresas da Califórnia, Colorado, Massachusetts e Canadá, onde a cannabis já foi legalizada, também estão fazendo.

Os equipamentos serão usados ​​para compensar o calor criado pelos sistemas de iluminação, utilizados para promover o desenvolvimento das plantas. Os dois Chillers climatizarão uma área de 4.645 m², fornecendo cerca de 700 toneladas de refrigeração.

Produção de cannabis consome muita energia

Por conta da tecnologia necessária para cultivar, a produção de cannabis é uma das indústrias mais fortes em energia dos Estados Unidos. A planta precisa de iluminação de alta intensidade, desumidificação, aquecimento ou arrefecimento (durante os períodos não iluminados) e secagem. Além do pré-aquecimento da água de irrigação, geração de dióxido de carbono pela queima de combustível fóssil e ventilação ou ar condicionado, para remover o calor residual.

Uma pesquisa realizada no Colorado, constatou que a produção de cannabis no ano de 2014, consumiu mais energia do que 35 mil famílias. As contas de luz chegaram a representar 30% do custo total de uma produtora de cannabis.

Por esse motivo os produtores estão investindo em equipamentos mais eficientes, como os Chillers. A ideia é que o sistema diminua os custos em até 50%, uma redução semelhante ao da pegada de carbono da instalação em relação aos refrigeradores elétricos típicos.

Redação do Portal WebArCondicionado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *