[ x ] Fechar

Midea amplia centro de distribuição em Palhoça com investimento de R$ 10 milhões

  • 22 de novembro de 2010
  • 4 Comentários

A empresa chinesa Midea investiu R$ 10 milhões no centro de distribuição em Palhoça, na Grande Florianópolis, onde funciona a sua sede no país. Praticamente dobrando a capacidade de armazenagem do local, que subiu de 11 mil para 20 mil metros quadrados. A ampliação também elevará o número de funcionários de 150 para 190, com inauguração prevista para janeiro de 2011

Marca conceituada, maior fabricante mundial e líder no mercado brasileiro de ar-condicionado split, a empresa tem como estratégia, incluir também, o avanço em outros segmentos. Os micro-ondas da marca chinesa, por exemplo, chegam às lojas do país nas próximas semanas.

Mas o portfólio de produtos da Midea vai além, o objetivo é trazer toda a sua linha branca para o varejo brasileiro. Em janeiro, chegam às prateleiras novos produtos, como frigobar e adega. Esses itens vão se somar a outros produtos, como climatizadores e aquecedores.

Aparelhos de ar-condicionado ecológicos, com gás menos poluente e menos gasto de energia, devem chegar em breve. Acompanhando o crescente mercado nordestino, um novo centro de distribuição será instalado em João Pessoa (PB). Terceirizadas, em princípio, as operações começam em janeiro. A construção do novo centro de distribuição deve levar um ano e meio e tem investimento inicial de R$ 10 milhões.

Investindo no mercado brasileiro
O presidente da Midea do Brasil S. A, Natanael de Souza observa que o crescimento da classe C abriu um mercado com grande potencial de expansão para os fabricantes de eletrodomésticos.

— A China enxerga a América Latina como uma região com grande potencial de desenvolvimento e consumo. O Brasil tem estabilidade, investimentos em infraestrutura, potencial alto de consumo e pouco risco para os próximos 10 anos. A ideia é atender Norte e Nordeste a partir de João Pessoa. Palhoça abastecerá Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A unidade nordestina vai reduzir em 5% os custos — explica Souza.

Essa é uma grande demonstração da crescente expansão do mercado de refrigeração brasileiro. A busca por inovação e qualidade traz benefícios não só a fabricante, mas também aos consumidores e possibilita a ampliação do número de vagas de trabalho na área.

Fonte: http://www.clicrbs.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

4 Ideias sobre "Midea amplia centro de distribuição em Palhoça com investimento de R$ 10 milhões"