[ x ] Fechar

Mais de 700 milhões de instalações de ar-condicionado deverão ser feitas até 2030

  • 15 de junho de 2016
  • Nenhum Comentário

Com temperaturas extremas em diferentes cantos do mundo, o uso do nosso amigo ar-condicionado tem crescido constantemente em todos os lugares. Observando essa utilização mais intensificada do aparelho e realizando pesquisas relacionadas ao setor, estudiosos de Berkeley, na Califórnia, apontam que mais de 700 milhões de instalações de ar-condicionado deverão ser realizadas ainda no mundo até 2030. Indo mais além, os pesquisadores acreditam que até 2050 mais de um bilhão de aparelhos ainda sejam instalados.

Os estudos consideram essa possibilidade baseada em muitos dados coletados. Nos Estados Unidos, por exemplo, atualmente 5% de toda a energia usada no país é contabilizada pelo ar-condicionado ligado.

Outro fato a ser considerado é que, conforme as outras nações se desenvolvem, as instalações do equipamento se tornam cada vez mais comuns, não só para o conforto dos usuários, mas também por questões de saúde.

Podemos ver isso em mais números. Um exemplo é a China, onde em 15 anos as instalações de ar-condicionado foram de uma porcentagem mínima para quase 100% das áreas urbanas. Já em países como a Índia, Indonésia e inclusive Brasil as vendas de condicionadores de ar estão crescendo entre 10 e 15% ao ano.

O México é outro local que registrou um dos números mais significativos desse século no quesito climatização. Hoje estima-se que de 71 a 81% dos lugares no país possuem o aparelho.

Sustentabilidade em alerta
Em termos do uso de eletricidade e emissões de gases que contribuem para o efeito de estufa, é como se novos países surgissem no mundo. Mas apesar desse crescimento desenfreado, a ideia é que os fabricantes produzam aparelhos cada vez mais eficientes energeticamente e menos dependentes de refrigerante baseados em hidrofluorocarbonetos, já que essas substâncias prejudicam a atmosfera.

Torcemos para que o setor siga crescendo sem prejudicar o meio ambiente.

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações de Renovables Verdes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *