[ x ] Fechar

LEED estabelece novos critérios para 2015

  • 05 de janeiro de 2015
  • Nenhum Comentário

Cada vez mais as exigências pelo alcance de certificações para o fortalecimento de obras sustentáveis estão crescendo no Brasil. Na mais recente conferência internacional do Green Building Council norte-americano (USGBC), na Filadélfia, foi apresentada oficialmente a quarta versão da certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) ao mercado mundial, intensificando o controle dos principais sistemas de edificações verdes do planeta.

A versão 4.0 entrará em vigor a partir desse ano, trazendo adequações em relação ao terceiro modelo, de 2009, visando elevar os padrões técnicos do mercado.

Intensificação das ações
Entre os itens que estarão mais rigorosos estão o uso eficiente de água, onde há pontuação diferenciada para prédios que são gerenciados pela água da chuva; os espaços sustentáveis, que possibilitam uma melhor avaliação para os projetos de transporte público e alternativo; e a energia e atmosfera, que agora preveem avaliação também da concessionária de energia, e não apenas da edificação, como na versão anterior.

Além disso, projetos nos quais as equipes demonstrarem um maior conhecimento sobre o processo integrado na concepção da edificação poderão ganhar créditos específicos.

Vale lembrar também que o LEED 4.0 atenderá novos segmentos do mercado, como data centers, centros de distribuição e edifícios escolares já existentes. Agora com 21 possibilidades de certificação, inclui também as voltadas à operação e uso de prédios já em funcionamento.

Histórico
A certificação LEED é um selo internacional criado para identificar os prédios mais eficientes. Através dessas certificações, classificadas de acordo com os diferentes tipos e necessidades, o desempenho do empreendimento também é avaliado.

O processo de discussão que levou à aprovação do LEED 4.0 iniciou-se em 2010, contando com a participação de inúmeros profissionais de diversos países atuando como voluntários. Embora a constante fase de ajustes, o estímulo à promoção de ideias sustentáveis sempre foi o foco da certificação.

Redação do Portal WebArCondicionado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *