[ x ] Fechar

Inédito: Você já conhece o robô que ganhou a habilidade de suar?

  • 04 de novembro de 2016
  • Nenhum Comentário

Com todas as características que os robôs puderam desenvolver graças à tecnologia – como falar, caminhar e até mesmo praticar esporte – não se esperava que uma novidade pudesse vir a acontecer (pelo menos para nós, do WebArCondicionado).

Batizado de Kengoro, um robô humanoide é a prova de que os robôs estão realmente cada vez mais parecidos com seres humanos, isso porque ele é capaz de “suar”. Isso mesmo. Sendo capaz de fazer flexões por 11 minutos sem interrupção, o robô gera calor ao realizar essa tarefa, resultando em um superaquecimento comum devido a esse processo e que pode levar a falhas no sistema. Mas é aí que entra o superpoder de Kengoro, o suor.

Refrigeração à base d’água
O projeto conta com um sistema de refrigeração à base de água que é três vezes mais eficiente do que usar ar para refrigerar. Em resumo, a transpiração artificial se trata de um copo de água deionizada, um tipo de água purificada de minerais dissolvidos e sais. Desse modo, o líquido percorre através do frame poroso do Kengoro, precisando ser substituído aproximadamente a cada 12 horas. Assista ao vídeo:

Com cerca de 1,70m, o robô criado pelo laboratório JSK, da Universidade de Tóquio, é alimentado por 108 motores e uma carcaça resistente de metal, uma combinação que torna o Kengoro uma potência robótica até então desconhecida.

Leia também: RoCo – ar-condicionado robô poderá evitar a climatização da casa

O Kengoro foi apresentado recentemente no Institute of Electrical and Electronics Engineers durante uma conferência internacional no Japão sobre sistemas e robôs inteligentes. O título do trabalho é “Esqueleto com suor sintético para refrigeração por calor latente para estrutura musculoesquelético no humanoide Kengoro”.

Será que o robô não gostaria de um ar-condicionado para se refrescar?

Redação do Portal WebArCondicionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *