[ x ] Fechar

Falta de climatização é motivo de desistência em concurso do TRT-MA

  • 05 de maio de 2014
  • Nenhum Comentário

Falta de climatização é motivo de desistência no concurso do TRT-MA. Foto: Flora Dolores/O EstadoNa manhã deste domingo (4), candidatos às vagas do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) acabaram desistindo de realizar as provas em São Luís, no Maranhão, por conta do calor.

O concurso foi organizado pela Fundação Carlos Chagas e realizado em vários pontos da cidade, entre eles, na Faculdade Estácio de Sá, onde ocorreu o problema pela falta de climatização nas salas do nono e décimo andares. A instituição que locou o prédio para a realização das provas garantiu ter entregue o local em perfeito estado.

Porém, pessoas que vieram do interior do Maranhão e de outros estados, foram prejudicadas e muitos desistiram de fazer as provas pela falta de estrutura. Os concurseiros reclamaram que os ares condicionados apresentaram defeito e não ligaram, e que não puderam abrir as janelas, pois todas são fixas, prejudicando o conforto térmico do local.

Segundo informações disponíveis no site da Fundação Carlos Chagas, as mais de 30 mil pessoas inscritas pagaram taxas de R$62,80 para cargos de nível médio e R$77,80 para cargos de nível superior.

De acordo os candidatos, eles fizeram um abaixo assinado e registraram boletim de ocorrência, pois pretendem recorrer à justiça para pedir a anulação da prova.

Problemas e vazamento de informações
Após a identificação das altas temperaturas, fiscais tentaram realocar alguns candidatos e informações da prova teriam vazado por causa disso. Algumas pessoas que não concordaram pela continuação do concurso invadiram salas filmando e reivindicando contra o problema. Com a confusão, o tema da redação vazou nas redes sociais, assim como fotos da prova.

De acordo com os participantes, mesmo com o tumulto, os fiscais tentaram dar continuidade à realização da prova e houve tentativa de agressão a um coordenador. Em muitas salas a prova não foi realizada e no final da manhã ainda faltou energia no prédio.

Redação do Portal WebArCondicionado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *