Foto Mauro Akin Nassor CORREIOA tragédia que abalou o município de Camaçari, na região metropolitana de Salvador na última semana, pode ter sido causada por uma explosão no ar-condicionado. Não há provas ainda, a perícia trabalha para apurar os fatos. Mas alguns sobreviventes afirmam que o ar-condicionado estava em manutenção no momento da explosão.

Os funcionários estavam receosos com a obra que estava acontecendo na farmácia Pague Menos, e o pai de uma das funcionárias já havia denunciado. Segundo ele, a reforma, que não era pequena, deveria estar sendo feita com o estabelecimento fechado, porém estava em pleno funcionamento.

Botijão de gás de cozinha foi visto no local

Um funcionário da loja ao lado, que prestou socorro às vítimas, informou que um botijão de gás de cozinha estava sendo usado na manutenção do ar-condicionado. “No momento em que a gente foi tentar ajudar, já tinham uns funcionários do lado de fora e eles estavam comentando que a manutenção do ar-condicionado estava usando um maçarico acoplado a um botijão de gás de cozinha, e não um gás apropriado para isso. Aí vazou o gás e quando saiu o fogo do maçarico, explodiu”, relatou ele.

É possível que o rapaz tenha confundido um botijão de fluido refrigerante com um de gás de cozinha, mas ainda não há nenhuma prova do que realmente ocorreu. Estamos aguardando mais informações da perícia.

Leia mais: Bombeiros alertam sobre perigo de incêndio em ar-condicionado

Redação do Portal WebArCondicionado.