Já falamos aqui no WebAr sobre explosão em ar-condicionado, inclusive divulgando um vídeo enviado por um instalador mostrando um aparelho após o acidente. Porém, não é apenas aqui no Brasil que casos como esses vêm ocorrendo.

A situação está bastante grave na Austrália, o que levou o órgão regulador de normas de segurança e saúde do estado australiano de Nova Gales do Sul (SafeWork NSW) a emitir um relatório de alerta a respeito do assunto. A decisão foi tomada após uma série de incidentes durante manutenções de condicionadores de ar resultarem em queimaduras nos refrigeristas.

Nos casos relatados, os profissionais estavam usando maçarico oxiacetilênico para conseguir desmontar as conexões de cobre e substituir o compressor. Apesar do uso do fluido refrigerante R-22, que não é inflamável, estima-se que a pressão residual provocou a liberação da mistura de refrigerante e óleo pela junta do tubo, entrando em contato com a solda e dando início aos incêndios.

Fique atento
A agência responsável informou que a solda oxiacetilênica é frequentemente usada pelos técnicos durante esse processo. No entanto, a prática pode trazer sérios riscos se não forem tomadas medidas de controle adequadas.

O alerta do SafeWork NSW adverte que o fluido permanece em solução com o óleo do compressor e, ao aquecer ou agitar, o sistema faz com que o refrigerante eleve a pressão na evaporação. Segundo o relatório, os profissionais devem recolher o fluido antes de realizar serviços nos sistemas de refrigeração e ar condicionado, além de garantir que o local esteja bem ventilado e utilizar cortadores de tubos.

Por último, o documento ressalta que a solda oxiacetilênica deve ser utilizada apenas como último recurso e sob condições estritamente controladas. Tudo certo?

Redação do Portal WebArCondicionado