[ x ] Fechar

Especialistas destacam importância do Plano de Manutenção, Operação e Controle em climatização

  • 27 de julho de 2012
  • Nenhum Comentário

Criado com o propósito de monitorar e adequar a qualidade do ar em ambientes de uso coletivo, o Plano de Manutenção Operação e Controle (PMOC) está ainda distante de se tornar uma realidade presente na maioria das edificações atuais. Mais do que um simples cuidado com os equipamentos, a existência desse trabalho nos sistemas de climatização é uma obrigação legal sob risco de autuação e multa num momento de fiscalização da vigilância sanitária. O primeiro Vice-Presidente da Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar-condicionado, Aquecimento e Ventilação (ASBRAV), Cesar Augusto Jardim De Santi, comenta a importância de se contar com o PMOC.

– Além de ser uma questão legal, é importante para que seja mantida a segurança operacional da instalação, o bom desempenho, e para que sejam minimizados custos de ações corretivas. Sem contar a garantia de qualidade do ar interior que é uma questão de saúde pública – disse.

A exigência está presente na Portaria N°3.523. As práticas de manutenção devem ser aplicadas em conjunto com as recomendações de manutenção mecânica da NBR 13.971.

Com o objetivo de facilitar essa aplicação já existem alternativas para empresas. O engenheiro mecânico e um dos coordenadores do Sistema Leankeep, Luis Felipe Esteves Ferreira, explica que o software permite elaborar o PMOC com eficiência e detalhamento necessários – além de manter um registro sempre atualizado das atividades de manutenção. Os planos de atividades são cadastrados no software, seguido do cadastramento das áreas, equipamentos e responsável técnico do ambiente climatizado.

Apesar do tema ser de extrema importância, a fiscalização é considerada precária no Brasil. Reportagem veiculada no Estado de São Paulo em maio de 2011 mostrou que, dos 50 grandes shoppings da capital paulista, só 21 já passaram por fiscalização da qualidade do ar. Apenas dois tiveram o processo finalizado com sucesso, e os 19 restantes continuam com alguma irregularidade ou em fase de adequação.

– Infelizmente, a fiscalização ainda é muito incipiente e normalmente só acontece devido à denúncias, ou seja, não há real conscientização sobre a importância de manter a qualidade do ar nos ambientes. Não raro em nossas apresentações, alguns potenciais clientes compram primeiro a ideia de reduzir custos antes mesmo da obrigação de atender à lei, se mostrando completamente desinformados quanto aos reais riscos de não manter o PMOC atualizado e alegando que a fiscalização não existe – explica o engenheiro mecânico e um dos coordenadores do Software Leankeep, Luis Felipe Esteves Ferreira.

Fonte: Assessoria de Imprensa ASBRAV

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *