A Danfoss acaba de lançar uma novidade no setor, a linha de soluções Smart Store. Segundo a fabricante, o conceito busca proporcionar lojas inteligentes e com otimização de custos ou até mesmo lojas que forneçam mais energia do que consomem.

São propostas várias características que reduzem significativamente o consumo de energia dos balcões refrigerados e congeladores. São soluções inteligentes e integradas para compressores, expositores refrigerados, câmaras frigoríficas, HVAC, iluminação e com redes externas que podem oferecer economia de energia de até 50% para os supermercados.

Considerando que o consumo de energia é um dos maiores fatores de custo nos supermercados, Henrik Schurmann, VP da Danfoss para o segmento de Food Retail, explica sobre a utilidade dessas operações. “Controles eletrônicos de evaporador e válvulas poupam grande quantidade de energia, uma vez que a injeção de fluidos refrigerantes para os cases individuais e congeladores é medida e aplicada precisamente de acordo com a demanda real a qualquer momento. O recurso é chamado de superaquecimento adaptável e pode potencialmente poupar até 12% na conta de energia”.

Sistemas de CO2 e big data
Além disso, as soluções seguem a ideia de eliminação do uso de HCFCs convencionais. Entre as alternativas de refrigerante, o CO2 está emergindo como uma das soluções mais eficientes e ambientalmente amigáveis.

“No desenvolvimento do conceito Smart Store, tivemos um olhar favorável sobre soluções de CO2 por muitos anos. Enquanto parte da indústria rejeitou o CO2 devido a seus altos níveis de pressão e custos relativamente elevados de investimento, temos buscado nossas atividades de desenvolvimento para provar que o CO2 não é o patinho feio, mas uma alternativa altamente atraente com alta eficiência, especialmente quando combinada com recuperação de calor”, destaca Schurmann.

O conceito de big data também é promovido pela Danfoss, que defende “um novo mundo de oportunidades para os varejistas de alimentos para melhorar os fluxos de receita, controlar custos e modificar os modelos de negócios e de entrega”. Através das soluções Smart Store, a fabricante afirma querer inspirar os supermercadistas a usar big data não só para melhorar a experiência do cliente, mas também para garantir o desempenho ideal das instalações e dos equipamentos da loja.

Redação do Portal WebArCondicionado