Chegou o inverno, e com ele, o frio, o que faz as pessoas fecharem as janelas e portas. Ficar trancado num ambiente com o ar parado pode ser muito prejudicial à saúde. E é aí que um ar-condicionado pode fazer toda a diferença.

Filtrando o ar

O ar parado e abafado em locais fechados, especialmente quando há muita umidade, facilita muito o contágio de doenças, vírus, bactérias e fungos entre as pessoas. A maioria dos aparelhos de ar condicionado têm, hoje, a função de filtrar o ar.

Cuidado com a umidade

Mas isso não é o suficiente, é preciso também cuidar da umidade. Em ambientes muito úmidos, os condicionadores de ar ajudam diminuindo a umidade relativa, que deve estar em torno dos 35%. Porém, existem lugares em que o inverno é muito seco, e daí o ar-condicionado só agrava a questão da umidade – nesses casos é recomendado que se use também um umidificador de ar.

Leia também: Como colocar o ar-condicionado no modo quente

Limpeza é importante

De qualquer forma, o ar-condicionado precisa passar por manutenção e limpeza regularmente. Os grandes sistemas de climatização possuem leis e regulamentação própria para esses serviços, mas os aparelhos menores não, por isso muita gente esquece desse cuidado.

Acontece que os filtros do ar-condicionado podem acumular muita sujeira, bactérias e fungos, espalhando-os pelo ar.  Por isso é recomendado que a manutenção seja feita a cada dois meses no inverno, e mensalmente no verão.

Leia também: Ar-condicionado x Rinite: Quais os problemas que essa combinação pode causar

Mantenha uma temperatura agradável

Ajuda também se as temperaturas dos climatizadores não forem configuradas em extremos. Não é preciso colocar o ar-condicionado para funcionar no modo mais quente, nem no mais frio. No verão é recomendado que a temperatura fique na faixa entre 23ºC e 26ºC, e no inverno, entre 20ºC e 22ºC. Até para não gastar muita energia.

Redação do Portal WebArCondicionado.