[ x ] Fechar

Campanha sobre aquecimento global criada por alunos de São Paulo é apresentada na COP21

  • 10 de dezembro de 2015
  • Nenhum Comentário

Já imaginou você e sua escola criando uma campanha em prol da sustentabilidade e essa ideia chegar até Paris? Foi o que aconteceu com a Escola Municipal de Ensino Alcina Dantas Feijão, em São Caetano (SP), que apresentou seu trabalho na 21ª Conferência Mundial do Clima (COP 21).

Com uma campanha publicitária que valorizava detalhes e pequenas ações no combate ao aquecimento global, a escola venceu um concurso da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e foi a única unidade pública do Brasil a participar do evento na capital da França. O coordenador do projeto e vice-diretor da escola, Luiz Cruz, apresentou a campanha no evento na segunda-feira (7).

As ações foram criadas com o objetivo de conscientizar alunos e funcionários sobre os problemas do aquecimento global, incentivando-os a cuidar do meio ambiente por meio de pequenas ações. A campanha foi implementada na própria escola, com um total de 35 ações executadas em dois meses e meio.

Simplicidade que causa impacto
Para Cruz, a ação mais marcante também foi uma das mais simples: um pequeno bastão de gelo foi colocado em cima da carteira de cada aluno, com uma fita dizendo “Esta é melhor explicação sobre aquecimento global que encontramos”.

“A ideia era fazer algo realmente inusitado e inovador, e começamos a discutir o que poderíamos fazer na contramão do que sempre é feito em termos publicitários. Como a publicidade sempre busca uma grande visibilidade, fizemos o contrário”, explica o coordenador do projeto.

Cerca de 25 alunos do curso técnico de publicidade da escola elaboraram a campanha em um período de pouco mais de um mês. Ana Carolina Alencar, 17 anos, participou do grupo de criação. Para ela, perceber que pequenas coisas são muito mais significativas foi o ponto de partida do projeto. “No começo a gente não fazia ideia do que fazer. Então nós percebemos que as menores coisas são as que mais surpreendem e isso acaba tocando muito mais que coisas gigantes”, conta a estudante, que admite ter tido um pouco de dificuldades no início.

Mas eles levaram a sério a proposta. Uma frase na escada, um aviso de porta, uma ideia na borda do jornal. Todas as ações poderiam passar despercebidas por alguém desatencioso, mas elas chamaram a atenção dos organizadores do concurso, que escolheram também outras escolas de diversas partes do mundo para a conferência em Paris.

Todas as ideias vencedoras serão reunidas em um manual a ser entregue para escolas em todo o mundo, para que elas possam pôr em prática os projetos voltados a preservação ambiental.

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações de R7 Notícias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *