[ x ] Fechar

Biquinaço: Alunos da UERJ usam roupas de banho em protesto pela falta de ar-condicionado nas salas de aula

  • 22 de janeiro de 2015
  • Nenhum Comentário

Foto: Marcio Oliveira / ExtraCom a sensação térmica de 46°C no Rio de Janeiro, estudantes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) se uniram em protesto pela falta de ar-condicionado nas salas de aula.

A manifestação foi na Faculdade de Formação de Professores (FFP), localizada em São Gonçalo. Os alunos assistiram às aulas usando trajes de banho, as mulheres de biquíni e os homens sem camisa.  “O enfoque de hoje é a climatização das salas. Estamos promovendo um biquinaço. Cansamos de ficar apenas pedindo e questionando o porquê deste calor absurdo”, explicou a estudante de letras, Carolina Grangeiro.

Foto: Marcio Oliveira / ExtraOs estudantes também espalharam cartazes pelo campus, pedindo a atenção da reitoria, pois apenas 13 salas de aula possuem climatização.  “A ideia é mostrar que o futuro do país está nas universidades e que a faculdade estadual, conceituada como a UERJ não pode fechar os olhos e negligenciar as pautas do estudante. Quero respeito! Queremos que olhem para nós! Queremos estudar, mas precisamos de estrutura pra isso”, protestou a estudante.

Na semana passada, alunos do curso de engenharia, localizado no campus Maracanã, também se mobilizaram e assistiram à aula sem camisa. O professor que estava com a turma foi surpreendido mas entendeu a revolta dos alunos e deixou.

De acordo com o Diretório Central dos Estudantes (DCE), o número de salas com ar-condicionado já foi maior, mas desde o ano passado, alguns aparelhos estão estragados.

Problema deve continuar
O problema ainda vai demorar para ser resolvido, de acordo com o vice-diretor, Rogério Novais. “Não temos verba para comprar aparelhos. Eles devem ser encaminhados pela prefeitura da Uerj, que já prometeu 50. O que vamos fazer é utilizar verba de pesquisa para renovar a rede elétrica do bloco a partir de fevereiro. É um edifício de 40 anos e precisa dessa intervenção”, explicou ele.

Não é a primeira vez que estudantes protestam desta forma no Brasil. Em 2013, alunos da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), também usaram deste artifício, para chamar a atenção da reitoria.

Redação do Portal WebArCondicionado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *