[ x ] Fechar

Bairro sustentável será construído no RS e terá cuidado especial com a climatização

  • 28 de julho de 2014
  • Nenhum Comentário

Bairro QuartierO primeiro bairro sustentável do Rio Grande do Sul começará a ser construído até o final do ano. O Quartier ficará dentro do bairro Três Vendas, em Pelotas, e deverá estar totalmente pronto dentro de dez anos.

Ele será o primeiro no estado a ser certificado pela “US Green Building Council” através do selo “Leed for Neighborhood Development”, que comprova que o bairro é sustentável. A organização concede o título para empreendimentos que se enquadrem em diversos fatores, como por exemplo, priorizar o uso de transporte alternativo e garantir um consumo reduzido de água e energia.

Atenção especial à climatização
Um dos fatores mais importantes do projeto é a climatização. A temperatura do local será controlada através de uma malha de garrafas pet, instalada entre a parede interna dos apartamentos e a fachada dos prédios, e também com telhados e paredes verdes, de grama. E, além disso, para manter o microclima mais agradável, serão criadas lagoas dentro do bairro e o chão será todo claro, para diminuir a absorção do calor.

 O objetivo é manter a temperatura mais aquecida no inverno e fria no verão, além de uma economia de 25% a 30% com o uso de ar condicionado.

Outras ideias sustentáveis do projeto
Água: Todos os prédios terão um reservatório para coletar a água da chuva, que poderá ser utilizada para qualquer finalidade que não necessite de água potável. Além disso, todas as torneiras, mictórios e descargas serão adaptados para um consumo consciente. Essa iniciativa reduzirá em 30% as contas de água.
Será implantada também, uma estação de tratamento de esgoto, que deverá abastecer todo o bairro com água de reuso de chuva.

Área verde: Dez hectares do bairro serão de mata, com uma mistura de plantas nativas com espécies que necessitam de pouca água. O sistema de irrigação terá sensores instalados no chão, com torneiras que distribuirão somente o que for necessário para o desenvolvimento das espécies. Nesta área será construído um parque com deques, trilhas, ciclovias, academia ao ar livre, quadras poliesportivas e playgrounds.

Coleta de lixo: O bairro contará com uma central de reciclagem de lixo, onde os resíduos deverão ser descartados de forma sustentável, separados em orgânico, metal, papel, plástico e eletrônico.

Construção civil e ruas: A madeira usada nas construções dos prédios deverá ser certificada com garantia de reflorestamento, para evitar que seja madeira retirada da natureza de forma ilegal. E em todos os compostos utilizados na obra, deverá conter fórmulas recicláveis.
As ruas serão de concreto em vez de asfalto, pois o concreto favorece a infiltração da água no solo, evitando alagamentos e tem maior durabilidade.

Energia: a ideia é garantir a conta de luz 40% mais barata para os moradores, com a instalação de placas solares no telhado dos prédios ou uma estação de produção de energia eólica. Além de lâmpadas de led, mais econômicas que as comuns.

Transporte alternativo: O bairro contará com um projeto para o uso de transporte alternativo. As pessoas poderão se locomover a pé ou de bicicleta. Nas ciclofaixas os postes de luz serão mais baixos e nas vias dos carros, a velocidade máxima permitida será de 30 km/h.

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações da Zero Hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *