[ x ] Fechar

Arábia Saudita apreende 40 mil aparelhos que não atendem à eficiência energética

  • 16 de janeiro de 2014
  • Nenhum Comentário

Arábia Saudita apreende 40 mil aparelhos que não atendem à eficiência energética O Ministério do Comércio e Indústria da Arábia Saudita, iniciou em 01 de janeiro a fiscalização dos aparelhos de ar-condicionado que não atendem a eficiência energética requerida no país. Os inspetores visitaram diversas lojas e apreenderam 40 mil equipamentos.

A nova lei exige que todos os aparelhos contenham um cartão informando sua eficiência, com uma classificação por estrelas, conforme seu consumo de energia. O ministério aponta que os de melhor desempenho devem conter cinco estrelas e a classificação é realizada pelo próprio fabricante, seguindo as normas de eficiência saudita. Para ser autorizada a comercialização, o ar-condicionado do tipo split deve ser avaliado com no mínimo quatro estrelas e o do tipo janela, três estrelas.

No segundo semestre de 2013, o governo realizou uma grande campanha de sensibilização nos meios de comunicação alertando o início da fiscalização. “Nos primeiros dias recolhemos um bom número de equipamentos e vamos continuar atuando ao longo de 2014”, disse o Ministério do Comércio e Indústria, em nota divulgada à imprensa.

Na próxima fase da campanha, serão selecionadas amostras das unidades de ar- condicionado e enviadas aos laboratórios especializados, para se certificar que os cartões e estrelas condizem com o informado pelos fabricantes. Analistas acreditam que a Arábia Saudita é o maior mercado para aparelhos de ar condicionado na região do Oriente Médio e Norte da África.

O ministério pediu a cooperação de comerciantes e consumidores para que informem as lojas que comercializam aparelhos de ar-condicionado sem etiquetas de eficiência energética ou com o número de estrelas menor que o exigido.

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações de Energy Live News e Arab News.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *