[ x ] Fechar

Ar-condicionado na temperatura mínima de 24 graus é pedido na Argentina

  • 06 de dezembro de 2016
  • Nenhum Comentário

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, chamou a atenção ao cobrar a população sobre o consumo de energia, citando inclusive nosso amigo ar-condicionado. O governante discursou no “Congreso Economía Verde”, realizado nos dias 1 e 2 em Córdoba, na Argentina, que reuniu cerca de 300 líderes latinoamericanos envolvidos com práticas sustentáveis.

Dentre os principais “mandamentos” estabelecidos por Macri, está “poupar a água, apagar a luz e utilizar o ar-condicionado em 24 graus”. Isso mesmo, o presidente chegou a impor um limite de temperatura para o aparelho não gastar tanta energia.

Leia também: 10 dicas para economizar o consumo de energia do ar-condicionado

É válido lembrar que sua antecessora na presidência do país, Cristina Kirchner, também havia pedido que a refrigeração não ultrapassasse esse número. “Coloquem nos 24 graus, precisamos fazer um uso racional da energia”, já alertava a ex-governante no final de seu mandato, em 2015.

Questão antiga
Não é a primeira vez que Macri alerta sobre a economia de energia na climatização. No inverno desse ano, o presidente ordenou que o uso de aquecimento fosse discreto em meio ao frio para promover a economia, falando uma memorável frase para os argentinos. “Se você está usando apenas camiseta em casa, é porque está consumindo energia demais”, alegou, ao falar sobre o intenso uso da calefação.

Será que os hermanos irão conseguir fazer esse controle de economia?

Leia também: Mitos e verdades sobre o consumo do ar-condicionado

Redação do Portal WebArCondicionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *