Foto_Gabriel Valery_RBANa última semana estudantes ocuparam o prédio do Centro Paula Souza – autarquia responsável pela administração das Escolas Técnicas Estaduais e sob gestão do governo Geraldo Alckmin – em protesto contra o corte de verbas para a educação e também em exigência a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa para investigar desvio de verbas da merenda escolar no estado.

Durante a primeira noite em que os estudantes passaram no prédio, segundo eles, o sistema de ar condicionado foi ligado na temperatura mínima. Eles disseram ter ouvido as ordens dos seguranças e que o objetivo seria tornar o ambiente muito frio para que eles saíssem de lá. “Foi difícil. Presenciei os seguranças passando o rádio para esfriarem mais”, contou Lucas, um dos manifestantes.

“Já sentíamos frio, então, eles aumentaram o ar-condicionado durante a noite. Além disso, trancaram a sala de controle, não tivemos o que fazer. Passamos a noite toda com muito frio. Muitos estão gripados agora”, contou Francisco, um dos manifestantes.

O Centro Paula Souza informou em nota que está trabalhando para solucionar as questões e readequar a estrutura de algumas unidades, além de estar negociando com a Secretaria da Educação a compra e distribuição de alimentos.

Redação do Portal WebArCondicionado, com informações da RBA.