[ x ] Fechar

Ar condicionado em máquinas agrícolas

  • 13 de fevereiro de 2014
  • 19 Comentários

Ar condicionado em máquinas agrícolas. Foto: ValtraDurante muitos séculos os animais foram os grandes auxiliares do homem nas tarefas agrícolas. Hoje, nas regiões menos desenvolvidas ou em propriedades de menor tamanho ainda são utilizados, mas a industrialização chegou ao campo. Geralmente, nas grandes propriedades, quem desempenha a função agrária são equipamentos pesados ou acoplados em máquinas e tratores. Paralelo a veículos robustos, há tecnologia, inovação e até mesmo conforto como em qualquer outro veículo. Exemplo disso é o uso de ar-condicionado que veremos abaixo:

O funcionamento do sistema de ar condicionado
Fluído refrigerante usado
Como limpar o sistema
Manutenção necessária
Valor e informações para instalar
Necessidade de um sistema de ar

Como funciona o fluxo do ar?
O sistema de ar condicionado das máquinas agrícolas, como tratores, colheitadeiras, entre outros, segue o mesmo princípio de funcionamento do ar condicionado de carros de passeio, porém com um regime de trabalho muito mais intenso e “pesado”.

Exemplo de saída de ar. Foto: Ishi Ar CondicionadoO ar é coletado na parte externa do veículo e passa por filtros de partículas (filtros anti-pólen ou filtros de cabine), logo após vai para a caixa evaporadora que pode ficar no interior da cabine, geralmente sob o banco ou no teto da máquina. Este ar filtrado passa pelo evaporador e depois segue para uma ventoinha que dá pressão a esta massa de ar. O ar então vai para os difusores que liberam o ar climatizado.

Alguns sistemas de ar condicionado só possuem recirculação de ar, o que deixa a cabine muito seca, após algumas horas de utilização do sistema.

Quanto aos compressores, eles costumam ser de pistões axiais de cilindrada fixa (de 150 a 170 cm³) e cárter aberto, onde o óleo se mistura ao fluido refrigerante, por isso se utiliza o óleo PAG (polialquileno-glicol).

Gás utilizado no sistema de ar condicionado
Nos últimos anos os fabricantes estão desenvolvendo novos tipos de gases que reúnam o máximo possível de eficiência e que não denigram o meio ambiente. É o caso do fluido refrigerante R134A, que é utilizado em tratores e que não prejudica a cama de ozônio. Ele é recomendado como substituto do R12, que é nocivo ao planeta. Dependendo do modelo do equipamento a carga de fluido refrigerante pode variar de cerca de 900g até cerca de 3700g.

Limpando o sistema
Por acumular muita sujeira, o evaporador pode apresentar vazamentos por corrosão. O condensador é alvo de grande acúmulo de sujeira e se não for limpo regularmente, ocasiona pressão elevada no compressor, afetando sua durabilidade.

Quando é realizada a troca do compressor danificado, deve ser feito uma limpeza interna do sistema com R141b (tipo de solvente), para retirar todo o óleo contaminado com limalhas. Obrigatoriamente, é necessário trocar o filtro secador e se aproveita para trocar também a válvula de expansão de forma preventiva.

FiltroO R141b é volátil, similar a gasolina pura, porém não é tão inflamável. O liquido é de cheiro forte e transparente. Por conta disso, o procedimento deve ser feito em ambiente ventilado, evitando-se a inalação.

Ao menos uma vez por semana deve ser realizada a limpeza do filtro do ar condicionado ou pelo menos a cada 100 horas de operação. Se houver muita poeira no local de trabalho, a limpeza pode ser diária.

Manutenção
A manutenção nesses sistemas é bem frequente, devido ao trabalho pesado, mas na maioria das vezes é corretiva. “Os proprietários de máquinas estão mais conscientes e durante as entre safras, sempre que possível, chegam a programar as manutenções preventivas no ar condicionado dos tratores”, diz Mario Ishiguro, responsável pela Ishi Ar Condicionado Automotivo.

O maior cuidado é manter o condensador livre de acúmulo de sujeira e com ar fresco para a troca de calor. Se a dissipação de calor não ocorrer com eficiência no condensador, a pressão sobe em demasia e a durabilidade do compressor fica afetada.

De acordo com Ishiguro, as concessionárias nem sempre possuem pessoal especializado nesta área. “Faltam profissionais de manutenção nesta área, bem como peças de reposição de boa qualidade”.

Investimento no ar condicionado
É possível instalar o ar-condicionado em máquinas agrícolas que não vem com o sistema de fábrica. “Existem empresas especializadas que já fazem e instalam a cabine com o ar condicionado. Os preços podem variar muito, mas só o ar condicionado adaptado, sem contar a cabine (feita de aço carbono), está por volta de 3.500 reais a 5 mil reais. Isso pode variar, dependendo do equipamento e da qualidade da instalação”, explica o proprietário da Ishi.

Atualmente, o valor de uma máquina equipada com ar condicionado de fábrica pode elevar seu valor em mais de 5 mil reais, podendo chegar a cerca de 10 mil reais. Mas, mesmo assim, comprar uma máquina com o ar-condicionado de fábrica geralmente acaba saindo mais barato que instalar posteriormente uma cabine fechada com o sistema de climatização.

Modelo 6165j, da John Deere, com e sem cabine. Foto: John Deere

Necessidade
Como as máquinas agrícolas ficam expostas ao sol por longos períodos no campo, o sistema de ar condicionado é um investimento válido para o agricultor e importante para o operador que poderá desempenhar de melhor forma sua atividade.

Redação do Portal WebArCondicionado. Com contribuição de Ishi Ar Condicionado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

19 Ideias sobre "Ar condicionado em máquinas agrícolas"

    • Olá Gelson,

      somos um site comparador de preços e gerador de conteúdo sobre ar condicionado, não instalamos equipamentos em máquinas. Aconselhamos que entre em contato com a empresa Ishi Ar Condicionado.

      Obrigado pelo contato.

  • Eu represento uma empresa que trouxe da italia e nacionalizou um ar condicionado totalmente elétrico para os tratores. Estamos divulgando para empresas que fabricam cabines de tratores, mais podemos vender tambem para o cliente final.
    O sistema é simples e para instalação são apenas dois fios ligados á bateria. Quem quiser conhecer melhor é so me ligar. 11 2632-2900 – Amanda Costa

    • Olá Luiz Henrique,

      somos um site comparador de preços e gerador de conteúdo sobre ar condicionado.
      Não ministramos cursos profissionalizantes, mas você pode acompanhar em nosso blog oportunidades as do setor na seção “Cursos e Eventos”.

      Cadastre-se gratuitamente para receber a nossa Newsletter. Clique no ícone “receba nossas novidades” no canto superior direito de tela.

      Agradecemos o seu contato.

    • Olá, Cleiton.

      Infelizmente esse curso já começou e terminou, como mostra a data de 2014, mas você pode acompanhar em nosso blog oportunidades as do setor na seção “Cursos e Eventos”.

      Cadastre-se gratuitamente para receber a nossa Newsletter. Clique no ícone “receba nossas novidades” no canto superior direito de tela.

      Agradecemos pelo seu contato.

        • Olá Claudiney,

          somos um site comparador de preços e gerador de conteúdo sobre ar condicionado.
          Não ministramos cursos profissionalizantes, mas você pode acompanhar em nosso blog oportunidades as do setor na seção “Cursos e Eventos”.

          Cadastre-se gratuitamente para receber a nossa Newsletter. Clique no ícone “receba nossas novidades” no canto superior direito de tela.

          Agradecemos o seu contato.

  • Como já vim da agricultura e sei como uma máquina agrícola gera muito calor, além do calor do sol escaldante, acho que um sistema de condicionador de ar em equipamentos agrícolas deve ser muito complexo pois geralmente trabalham em uma atmosfera com muita poeira e a uma velocidade reduzida, não dispersando o calor e ainda o calor gerado pelo motor, caixa de transmissão e sistema hidráulico que deixa a carcaça do equipamento literalmente fritando deve ser muito bem projetado e dimensionado.
    Gostaria de poder conhecer de perto um sistema desses, deve ser muito interessante.