ar-condicionado-carros-antigos

Faz tempo que possuir um carro com ar-condicionado deixou de ser um luxo e se tornou uma necessidade, devido ao conforto e à segurança. Andar no trânsito caótico das cidades grandes a uma temperatura agradável e com as janelas fechadas, que dificultam os assaltos, passou a ser uma escolha fácil na hora de comprar um veículo novo.

Porém, ainda há modelos que saem de fábrica sem os condicionadores de ar, já que o equipamento costuma gerar um acréscimo no valor da compra – e por isso existem diversas oficinas autorizadas que realizam a instalação à parte do sistema de climatização. Mas e no caso dos modelos mais antigos, que transitam aos montes por aí, é possível instalar neles sistemas de ar condicionado?

Leia também: Conheça os tipos de ar-condicionado veicular

Quando se fala de veículos recém comprados, a maioria dos especialistas afirma que o melhor é que o carro já saia com o ar-condicionado da fábrica. O preço da instalação por fora costuma dar quase no mesmo que o valor a mais pago na hora da compra: “o serviço completo não sai por menos de R$ 3.000”, afirma a Casa Cars, automotiva de Porto Alegre. E mais, os carros que saem de fábrica sem o sistema de climatização não possuem uma estrutura preparada para receber o novo equipamento, e para que o aparelho seja acoplado é preciso mexer na fiação, alterar o painel, fixar partes, fazer furos e romper vedamentos.

Ou seja, é possível fazer a instalação posterior do equipamento, mas é preciso ter alguns cuidados que veremos a seguir.

Os cuidados ao instalar ar-condicionadoar-condicionado-carro-antigo

Nos casos do carros antigos, os cuidados devem ser ainda maiores. Normalmente é preciso trocar o radiador e colocar uma bateria nova, com amperagem maior. Nesses modelos, a elétrica também não costuma ter o chicote da fiação preparado, e os novos cabos devem ser dimensionados corretamente, para não superaquecer e derreter. Além disso, como esses carros não tiveram a estrutura preparada para receber um equipamento desses, o condicionador de ar está mais propenso a sofrer com vazamentos, devido aos trancos e à vibração sofridas pelo veículo.

Outro fator a ser levado em conta, quando se trata de modelos antigos, é a potência do motor. Veículos mais urbanos, com poucas cilindradas, não conseguem levar o carro e o ar-condicionado ao mesmo tempo em algumas situações – como subidas, por exemplo. Porém, como modelos ultrapassados já perdem valor normalmente, uma instalação bem pensada e executada de um sistema de climatização pode acabar valorizando o veículo.

Mas é preciso escolher muito bem o sistema (não é recomendado que se compre um usado) e o instalador, pois mesmo as oficinas automotivas autorizadas, que oferecem em torno de um ano de garantia normalmente, não podem assegurar um funcionamento perfeito da aparelhagem.

Vale a pena instalar ar-condicionado em um carro antigo?

Isso tudo acaba pesando mais o automóvel e dando uma sobrecarga ao motor do veículo, que depois da instalação vai consumir mais combustível e forçar peças como o radiador. Além do que, carros com ar-condicionado colocados depois da compra perdem valor na hora da revenda.

Entretanto, tem quem prefira fazer a instalação posterior do equipamento, e ainda há aqueles que, donos de modelos mais antigos, acabam adquirindo um sistema de climatização ao invés de investir na compra de um novo carro.

Redação do Portal WebArCondicionado.