[ x ] Fechar

Airscarf: proibido ar condicionado no banco dos carros Mercedes

  • 28 de junho de 2016
  • Nenhum Comentário

Você já ouviu falar sobre a tecnologia Airscarf? Aplicada aos automóveis, a ideia permite ter um ar condicionado na nuca do motorista e dos passageiros, expelindo ar quente de cima para baixo nos dias frios. Mas apesar do Airscarf ser considerado um diferencial na climatização automotiva, ela pode causar problemas à Mercedes, que vende alguns carros de sua linha equipados com isso.

Por violar a patente da tecnologia, o plano não poderá seguir sendo colocado em prática até 2017. A corte federal alemã proibiu os conversíveis da Daimler, fabricante dos carros da Mercedes, a serem colocados à venda.

Segundo informações do Expansión, o sistema foi patenteado por Ludwig Schatzinger em 1996, que ainda mantém seus direitos. Ele não denunciou a Mercedes, mas sua agência de patentes realizou a ação. Portanto, a marca alemã deve apresentar a documentação de todos os carros vendidos desde 1998, quando começou a equipar os automóveis com o Airscarf.

Multa em jogo
A Mercedes já havia implantado a tecnologia em modelos como o -SLC, SLK, SL, Classe C, Classe E, Classe S e AMG GT, significando uma quantidade considerável de transgressões. Além disso, caso a marca insista em vender carros com o Airscarf depois da decisão judicial, serão multados em 250 mil euros.

Como a patente expira somente no final desse ano, a Mercedes só poderá reequipar seus conversíveis a partir de 2017, pelo menos quando o intenso inverno da Europa estiver acontecendo.

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações de Folha de Expansión.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *